Copom aumenta a Selic para 4,25% ao ano, na terceira alta consecutiva

Copom aumenta a Selic para 4,25% ao ano

17/06/2021 00:47:00

Copom aumenta a Selic para 4,25% ao ano

Pressão inflacionária confirmou a expectativa de parte do mercado que estimou alta de 0,75 ponto percentual, em linha com o último comunicado do BC

não sofressem mudanças significativas no intervalo entre uma reunião e outra.“O Comitê entende que essa decisão reflete seu cenário básico e um balanço de riscos de variância maior do que a usual para a inflação prospectiva e é compatível com a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante, que inclui o ano-calendário de 2022. Sem prejuízo de seu objetivo fundamental de assegurar a estabilidade de preços, essa decisão também implica suavização das flutuações do nível de atividade econômica e fomento do pleno emprego”, disse o comunicado.

De fadinha às Olimpíadas: A trajetória de Rayssa Leal, a sensação brasileira no skate Defesa Civil diz que incêndio não comprometeu estrutura de estátua de Borba Gato em SP Religioso que zombava de vacinas nas redes morre por covid-19 nos EUA - BBC News Brasil

Diante das revisões positivas do PIB brasileiro para 2021, parte do mercado especulou que a alta da Selic seria de 1 ponto percentual ao ano nesta reunião, porém muitos analistas mantiveram a projeção conservadora de 0,75 tendo em vista que a economia brasileira ainda passa por um processo de normalização natural após o pior momento da crise econômica causada pela Covid-19. “Não vejo a necessidade do Banco Central apertar o ritmo nem de avançar além do nível estimado como neutro, pois ainda há ociosidade na economia e parte das pressões inflacionárias tendem a ser temporárias”, diz o economista Silvio Campos, sócio da consultoria Tendências.

Na reunião realizada em maio, o comitê já havia ressalvado que a indicação de elevação de 0,75 ponto percentual ao ano da Selic era apenas uma indicação e não um compromisso, uma vez que os passos futuros da política monetária continuariam “dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação”. headtopics.com

Desde então, porém, a situação inflacionária do país não melhorou — pelo contrário. De acordo com oúltimo boletim Focus, o mercado subiu pela décima vez consecutiva a expectativa sobre o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2021, para 5,82% ante os 5,44% da última semana. Sobre o índice pesam principalmente itens como alimentos e bebida, transporte e habitação, que continuam pressionados pela alta das commodities no mercado internacional e por como o aumento da demanda afeta a oferta.

A título de comparação, o IPCA de maio divulgado pelo IBGE na semana passada teve alta de 3,22%, com transportes subindo 7,76% e alimentação e bebidas 2,28%. “Há um contínuo processo de piora do quadro inflacionário, em especial das expectativas, o que exige uma maior atuação do Banco Central. Vemos uma normalização plena da política monetária neste ano, com a Selic alcançando 6,5%”, diz o economista Silvio Campos Neto, sócio da consultoria Tendências.

Já Rafael Panonko, economista-chefe da Toro Investimentos, projeta que a Selic chegará a um nível um pouco mais brando, entre 6% e 6,25% ao ano até o final do 2021. “Olhando no curto prazo a inflação incomoda um pouco, mas ela é transitória muito por causa do desequilíbrio de oferta e demanda. Isso tende a se normalizar e no segundo semestre 2022 e este cenário será página virada”, diz ele.

Além de considerar que as pressões sobre os preços são temporárias, a expectativa é que a agenda de reformas do país não conseguirá avançar mais, com a antecipação das disputas em torno das eleições presidenciais. “A articulação do governo ainda está muito ruim e a gente vê um cenário muito confuso na negociação das reformas. A gente sabe que no Brasil tudo para com a proximidade das eleições”, diz ele. headtopics.com

Cão que ficou um mês na porta de casa após dona se mudar do litoral de SP viaja cinco dias para reencontrar tutora no CE É prata: Kelvin Hoefler, do skate, conquista primeira medalha do Brasil Paolla Oliveira e Diogo Nogueira recebem mensagens de famosos após assumirem namoro: 'Casalzão'

Para a próxima reunião, a expectativa é de um ajuste da mesma magnitude, mas novamente sem compromisso e com a ressalva de“que essa visão continuará dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação”. O Comitê ressaltou ainda “que

uma deterioração das expectativas de inflação para o horizonte relevante pode exigir uma redução mais tempestiva dos estímulos monetários”. Consulte Mais informação: VEJA »

'Não vê TV nem celular': a menina de 2 anos que viralizou falando palavras difíceis - BBC News Brasil

As cenas em que Alice pronuncia termos como 'oftalmologista' e 'proparoxítona' já foram vistas dezenas de milhões de vezes. A BBC News Brasil foi ao encontro dela e de seus pais em Londres, onde vivem, e conta como é o dia-a-dia da família e o segredo por trás da pequena prodígio.

Copom eleva taxa básica de juros de 3,5% para 4,25% ao anoAumento de 0,75 ponto percentual já era esperado pela maior parte dos analistas do mercado financeiro. Economistas estimam Selic em 6,25% ao final de 2021. efeito do discurso do lula

Com disparada da inflação, BC eleva juros ao nível de antes da pandemia; Selic fica em 4,25% - Economia - EstadãoNesta quarta, Copom elevou a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual, no terceiro aumento consecutivo; Selic voltou ao patamar de fevereiro de 2020 Economia E o PIB seus hipócritas jornaleco vendido pro Dória e pro PSDB! Economia AMÉM! EUAUTORIZOOIMPEACHMENTDEBOLSONARO Economia 'Perspectiva é que se restaure o juro real positivo do País', diz economista (via EInvestidor)

Piora da inflação esquenta debate sobre alta da Selic acima de 0,75 ponto - Economia - EstadãoA expectativa do mercado é de que o Banco Central eleve a taxa de juro básica em 0,75 ponto porcentual em reunião do Copom na quarta-feira, mas analistas não descartam aumento maior de 1 ponto Economia Lá vamos nós deprimir a atividade econômica pra combater, via juros, aumento na energia elétrica e gasolina. Economia 😂😂, ganhar dinheiro fácil né meu filho; especulador.

Copom eleva taxa básica de juros de 3,5% para 4,25% ao anoAumento de 0,75 ponto percentual já era esperado pela maior parte dos analistas do mercado financeiro. Economistas estimam Selic em 6,25% ao final de 2021. efeito do discurso do lula

Com disparada da inflação, BC eleva juros ao nível de antes da pandemia; Selic fica em 4,25% - Economia - EstadãoNesta quarta, Copom elevou a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual, no terceiro aumento consecutivo; Selic voltou ao patamar de fevereiro de 2020 Economia E o PIB seus hipócritas jornaleco vendido pro Dória e pro PSDB! Economia AMÉM! EUAUTORIZOOIMPEACHMENTDEBOLSONARO Economia 'Perspectiva é que se restaure o juro real positivo do País', diz economista (via EInvestidor)

Piora da inflação esquenta debate sobre alta da Selic acima de 0,75 ponto - Economia - EstadãoA expectativa do mercado é de que o Banco Central eleve a taxa de juro básica em 0,75 ponto porcentual em reunião do Copom na quarta-feira, mas analistas não descartam aumento maior de 1 ponto Economia Lá vamos nós deprimir a atividade econômica pra combater, via juros, aumento na energia elétrica e gasolina. Economia 😂😂, ganhar dinheiro fácil né meu filho; especulador.