Como mudanças no estilo de vida podem ajudar a evitar a demência

Como mudanças no estilo de vida podem ajudar a evitar a demência

25.8.2019

Como mudanças no estilo de vida podem ajudar a evitar a demência

Pesquisa aponta que risco pode ser reduzido em um terço ao adotar hábitos mais saudáveis, mesmo entre as pessoas que têm um maior risco de desenvolver a doença.

E o que foi um estilo de vida considerado insalubre? Alguém que fuma regularmente, não faz exercício de forma rotineira, tem uma dieta com menos de três porções de frutas e vegetais por semana e duas ou mais de carne processada e carne vermelha por semana e bebe pelo menos 1,5 litro de cerveja por dia.

Mas Taylor afirma diz que vale a pena, especialmente pelos netos."Só quero manter meu cérebro na melhor condição possível pelo maior tempo possível. Não quero que meus netos deixem de ter uma avó, tanto fisicamente quanto mentalmente."

O estudo mostrou que havia 18 casos de demência a cada mil pessoas se eles nasceram com genes de alto risco e tinham um estilo de vida pouco saudável. Mas este índice caiu para 11 para cada mil pessoas durante o estudo, se as pessoas de alto risco tivessem adotado um estilo de vida saudável.

Apesar disso, esse tipo de pesquisa não pode provar definitivamente que o estilo de vida gera riscos diferentes de demência, simplesmente identifica um padrão nos dados. Mas os resultados, publicados no periódico Journal of American Medical Association se encaixam com pesquisas anteriores e recomendações da Organização Mundial de Saúde.

Ainda não existem medicamentos para alterar o curso desta doença, então, reduzir suas chances é o melhor que qualquer pode fazer no momento.

No entanto, o pesquisador Elzbieta Kuzma, que participou do estudo, diz que esta foi a primeira vez que se demonstrou que é possível alterar um risco hereditário de demência.

Dez milhões de pessoas desenvolvem demência por ano no mundo

"Esta é mais uma evidência de que há coisas que todos podemos fazer para reduzir nosso risco de desenvolver demência, mas a pesquisa sugere que apenas 34% dos adultos acham que isso é possível. Embora não possamos mudar os genes que herdamos, este estudo mostra que mudar nosso estilo de vida ainda pode ajudar a fazer com que as chances estejam a nosso favor."

Consulte Mais informação: BBC News Brasil

Pensando em Neymar, Real Madrid pode emprestar Rodrygo como fez com joia japonesaJogador pode ficar sem uma das vagas de extracomunitário

'Tudo que Bolsonaro quer é que a esquerda se comporte como ele a pinta'Para o cientista político Edward Lynch, conflito cortaria elo entre Bolsonaro e a Lava Jato, e obrigaria o juiz a ser candidato em 2022.

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

25 agosto 2019, domingo Notícia

Notícias anteriores

Repórter vira mecânico por um dia na Stock Car e 'ajuda' em dobradinha na 1ª fila - Esportes - Estadão

Próxima notícia

Andrew Luck, quarterback do Indianapolis Colts, deverá anunciar sua aposentadoria aos 29 anos
Notícias anteriores Próxima notícia