Cidade de SP vacina crianças de 5 a 11 em todos os postos neste sábado

São Paulo vacina crianças de 5 a 11 em todos os postos neste sábado

22/01/2022 14:39:00

São Paulo vacina crianças de 5 a 11 em todos os postos neste sábado

Crianças de 5 anos e aquelas com imunossupressão receberão a dose da Pfizer pediátrica. Já os pequenos de 6 a 11 anos serão imunizados com a Coronavac

Seguindo as orientações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), crianças de 5 anos e aquelas com imunossupressão receberão a dose da Pfizer pediátrica. Já os pequenos de 6 a 11 anos serão imunizados com a Coronavac, que foi liberada para o uso infantil nesta quinta-feira (20).

Para consultar as unidades disponíveis para a vacinação, é preciso acessar a página Vacina Sampa. Além disso, os pais que quiserem observar o movimento das unidades de saúde podem consultar a plataforma De Olho na Fila.

Consulte Mais informação: Valor Econômico »

Pressões a favor e contra alíquota de 17% no ICMS 'deixam Pacheco entre a cruz e a caldeirinha'

Vera Magalhães repercute as discussões a respeito do ICMS, em mais um tentativa do governo Bolsonaro de tentar frear o aumento dos preços dos combustíveis. ‘Há pressão muito grande de Bolsonaro e Lira para aprovar, mas também contra dos estados, pois o Senado é a casa por excelência da federação’, avalia a comentarista. ‘A pressão deixa Pacheco entre a cruz e a caldeirinha e ele ainda não indicou se vai seguir com a tramitação rápida ou se vai atender ao clamor dos estados e deixar as coisas em banho maria, para que não tenham validade antes das eleições.’ Consulte Mais informação >>

Vacina experimental para criança é crime

OMS recomenda vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anosA OMS recomendou nesta sexta-feira (21) o uso da vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos. Até agora, a vacina só era recomendada pela Organização Mundial da Saúde para pessoas a partir dos 12 anos. De acordo com a OMS, a dose necessária para as crianças de 5 a 11 anos é um terço da oferecida para adolescentes e adultos. Doriana já avisou que Coronavac é o certo, vai lá zumbis, corram para ela. A Anvisa não segue a OMS Acho que o importante é vacinar as crianças, quer seja com Pfizer ou Coronavac. O que não pode acontecer é ficar espalhando fake news sobre as vacinação das crianças!

Cidade de São Paulo amplia postos para vacinação de crianças no sábado (22) | CNN BrasilA Prefeitura de São Paulo irá ampliar, a partir do sábado (22), os postos para a vacinação de crianças contra a Covid-19, disponibilizando todas as 469 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e as 80 Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs) Amanhã, vamos ver quem Vai pagar por isso!!!

Itapemirim perde contrato de R$ 2 bilhões em cidade do interior de SPEmpresa não conseguiu comprar ônibus novos para assumir operação; prefeitura de São José dos Campos quer fazer nova licitação Corruptos

Itapemirim perde contrato de R$ 2 bi em cidade do interior de SPEmpresa não conseguiu comprar ônibus novos para assumir operação; prefeitura de São José dos Campos quer fazer nova licitação qq ta acontecendo itamaraaaa ? Deveria ter feito igual a prefeitura de Petrópolis. Comprou somente carcaças novas, os chassis são os mesmos desde 1995. Acho que sairia mais barato. Como uma empresa em RJ consegue disputar uma licitação? Piada

Veja 11 bons motivos para acompanhar o futebol na Record TVVeja 11 bons motivos para acompanhar o futebol na RecordTV Emissora fez história com as primeiras transmissões do esporte do país e agora vai dar show de inovação 'Fez história!'. Kkkkkkkkk. Essa foi boa!! Espero que melhorem a transmissão, narração, publicidade dos jogos que vai transmitir e comentários. Aí teremos boa razões pra acompanhar o carioca. Ano passado foi sofrido. E parem com o zoom nos escanteios, coisa de idiota. acompanhar no mudo 🔇

Telegram já foi alvo de bloqueio em 11 países e preocupa TSE nas eleiçõesEm meio ao debate sobre o impacto das fake news no processo eleitoral, Justiça eleitoral avalia suspensão do serviço, que não tem representação no Brasil As eleições nem comecaram e ja estão querendo tirar a liberdade de expressão do povo, por isso que faliu. Quem dissemina fake news é o próprio presidente genocida, contando mentiras nas lives e em entrevistas. Ele deve ser bloqueado e não o aplicativo que funciona. Ditadura, censura. Já vimos este filme.

A Prefeitura de São Paulo ampliou o número de postos para a vacinação de crianças contra a covid-19 neste sábado (22). Por isso, todas as 469 UBSs da capital estarão em operação para realizar exclusivamente a imunização pediátrica. Seguindo as orientações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), crianças de 5 anos e aquelas com imunossupressão receberão a dose da Pfizer pediátrica. Já os pequenos de 6 a 11 anos serão imunizados com a Coronavac, que foi liberada para o uso infantil nesta quinta-feira (20). Para consultar as unidades disponíveis para a vacinação, é preciso acessar a página Vacina Sampa. Além disso, os pais que quiserem observar o movimento das unidades de saúde podem consultar a plataforma De Olho na Fila. A vacinação ocorre, neste sábado, das 8h às 17h nas UBSs e das 8h às 19h nas AMAs/UBSs Integradas. Os pequenos devem estar acompanhados de um responsável maior de 18 anos e apresentar um documento de identificação (CPF, de preferência), comprovante de residência e carteirinha de vacinação. Já no domingo (23), a imunização será para pessoas com mais de 12 anos em farmácias na avenida Paulista (nº 2.371 e 266), das 8h às 16h. Cinco parques também integram a campanha de imunização, das 8h às 17h, o parque do Guarapiranga, o do Carmo, o Villa-Lobos, o da Independência e o da Juventude. Na segunda-feira (24), a campanha continua. Para crianças de 5 a 11 anos, acontece em todas as 469 UBSs. Maiores de 12 anos devem procurar os megapostos e drive-thrus. Na quinta-feira (20), a cidade de São Paulo recebeu um lote de 801.560 doses da Coronavac, que estão em distribuição às unidades de saúde. Já foram aplicadas 21.173 doses no público de 5 a 11 anos, segundo a gestão municipal. No total, a capital já aplicou 25.288.238 de doses, sendo, 10.732.668 primeiras doses, 10.072.504 segundas doses, 334.845 doses únicas (Janssen) e 4.148.221 doses adicionais. A vacinação contra a covid-19 na faixa de 5 a 11 anos teve início no dia 14 de janeiro no Estado de São Paulo. Porém, só estava disponível para crianças com comorbidades, deficiências, e indígenas e quilombolas. O primeiro imunizado foi Davi Seremramiwe Xavante, um menino indígena de 8 anos, que mora no estado de São Paulo, onde faz tratamento para uma doença genética. A divulgação do cronograma de vacinação para crianças de 5 a 11 anos de fora dos grupos prioritários, no entanto, só foi feita nesta quinta-feira (20), após a Anvisa liberar o uso da Coronavac em jovens de 6 a 17 anos. O pedido do Instituto Butantan era para utilizá-la no público de 3 a 17 anos. No entanto, a agência reguladora entendeu que não existem dados suficientes para vacinar menores de 3 a 5 anos. A avaliação também vetou o uso do imunizante em crianças e adolescentes imunocomprometidos. Além disso, a Anvisa aprovou que a dose aplicada em crianças seja a mesma que a utilizada em adultos, com o intervalo de 28 dias entre as duas doses. O governo de São Paulo reservou 8 milhões de doses de Coronavac para o uso em crianças, segundo informou o Butantan nesta quinta –há outros 7 milhões de doses prontas à disposição do governo federal ou de outros estados que desejarem fechar contrato. A vantagem do imunizante é sua disponibilidade de doses, já que parou de ser usado pelo governo federal na imunização dos adultos. Antes desta quinta, apenas a Pfizer estava autorizada para os pequenos –o aval da Anvisa foi dado em 16 de dezembro, para imunizar crianças de 5 a 11 anos, com oito semanas de intervalo entre a primeira e segunda doses. O produto já era aprovado para os de 12 ou mais anos. Vacinação infantil — Foto: Governo do Estado de São Paulo