Ciência e tecnologia - para onde olha a humanidade hoje? - Mar Sem Fim

Ciência e tecnologia – para onde olha a humanidade hoje? (via @Mar_Sem_Fim)

26.3.2020

Ciência e tecnologia – para onde olha a humanidade hoje? (via Mar_Sem_Fim)

A história é repleta de ciclos de pestilências devastadoras. A diferença é que não havia a ciência e tecnologia que temos hoje. Mas demonizada pelo governo.

views Ciência e tecnologia – para onde olha, e torce, a humanidade em tempos de covid-19 O post de hoje é de opinião. Começamos por lembrar que a história da humanidade é repleta de ciclos de pestilências que devastaram eras passadas. E marcaram profundamente as gerações que nelas viveram. Recente matéria de Sérgio Augusto, no caderno Aliás , do Estadão , relembra algumas delas.”A peste bubônica (ou peste negra) ceifou em seis anos cerca de 60% da população europeia da Idade Média. Boccaccio começou a escrever Decameron em 1353, um ano depois da devastação. Seu impacto sobre a psique e a cultura perdurou por alguns séculos, especialmente nas crenças religiosas e nas artes plásticas.” A diferença é que naquela época não havia a ciência e tecnologia que temos hoje à disposição. Gravura italiana de 1656 retrata um ‘médico’ com ‘roupa protetora’ Um rápido giro pelas pestilência do tempo em que não havia a ciência e tecnologia que temos hoje Sérgio Augusto não foi o único. Matérias com o mesmo teor pipocam na mídia. O jornalista Jerônimo Teixeira abordou o tema para a revista Época . “De Boccaccio a Camus e García Márquez, muitas obras oferecem uma viagem a outros tempos em que homens e mulheres enfrentaram o medo e o sofrimento com surtos biológicos.” A nossa geração está vivendo hoje o que viveram os europeus no século 14, com a peste negra que alguns afirmam ter matado cerca de 100 milhões de pessoas, enquanto outras fontes dizem ‘entre 75 e 200 milhões de mortes na Eurásia’. Entre os mortos havia personagens históricos como Romeu e Julieta. O fim trágico do casal, como lembra o jornalista, ‘foi, de forma indireta, precipitado pela peste’. A história, como é sabido, foi imortalizada por William Shakespeare por volta de 1595. Muito antes ainda, outra peste devastadora foi relatada por Homero, entre os séculos IX e VIII a.C. “A Ilíada , poema épico de Homero”, nos lembra Jerônimo, “começa com a peste devastando o acampamento dos gregos em cerco à cidade inimiga de Troia.” Mas não foram apenas grande escritores, historiadores ou dramaturgos que eternizaram as pestes do passado. Toda a elite do período o fez. Como os pintores, desenhistas e gravadores por exemplo, que também contribuíram para eternizar momentos semelhantes ao que vivemos hoje. Foi o caso de Bruegel, o Velho, com sua obra-prima relembrada estes dias, ‘O Triunfo da morte’. O que as pestes do passado têm a ver conosco Tudo! Com a palavra a Jerônimo Teixeira, feliz na síntese: “a leitura de obras literárias que no passado trataram de grandes epidemias pode nos dar alguma perspectiva sobre a presente ameaça viral.” Imagem de pintura retratando a peste negra. Getty Images. E além disso, acrescentamos, relembrar o passado sombrio da humanidade pode nos ajudar a enfrentar com mais humildade a quarentena a que não estamos acostumados. E contribuir para reflexões. A primeira delas, que nos assola no momento, é que nos tempos remotos não havia a ciência e tecnologia que temos hoje. Os médicos não faziam a menor ideia de como tratar os doentes. E sabiam menos ainda sobre as causas da doença. Como diz Jerônimo Teixeira, “os doentes, não raro agonizavam sozinhos, sem ter quem os amparasse.” Das trevas para a luz, e assim chegamos ao título deste post: ciência e tecnologia, para onde olha a humanidade? O Jornal da USP, a melhor universidade brasileira, foi feliz na escolha do título de sua matéria de março de 2020: “Pandemia nos ensina que sem ciência não há futuro.” Alguém duvida? Ilustração, https://www.cauba.gov.br/. No corpo do texto há um parágrafo que merece reprodução: “No entanto, com o covid-19, a imobilidade consciente causada por teorias conspiratórias no núcleo de governos foi varrida pelo avanço explícito do vírus, fazendo da comunidade científica linha de frente do real combate à pandemia. Um exemplo é o do sequenciamento genético do vírus pelas pesquisadoras da USP Ester Cerdeira e Jaqueline Goes, em apenas 48 horas. E da vacina em desenvolvimento por cientistas do Incor, da Faculdade de Medicina da USP.” O trecho faz menção, não explícita, ao obscurantismo do atual presidente, ‘ a imobilidade consciente causada por teorias conspiratórias’. Mas, simultaneamente, mostra que apesar das trevas que povoam a cabeça do primeiro mandatário, os maltratados cientistas brasileiros juntaram-se briosamente ao esforço mundial na luta contra o tempo para amenizar a nossa peste negra, batizada no século 21 também chamado de século da tecnologia, por COVID-19. Sem falar no esforço hercúleo do pessoal da saúde mundo afora. Alerta da Comissão de Financiamento à Pesquisa de Política Científica Outra publicação de janeiro de 2020, o Monitor Mercantil , repercute o alerta da Comissão de Financiamento à Pesquisa de Política Científica , da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, SBPC. A comissão analisou o primeiro ano do Governo Bolsonaro. O alerta é de que “houve um verdadeiro desmonte do Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), com graves consequências para o desenvolvimento social e econômico brasileiro.” E prossegue: “O relatório afirma que em 2019, CNPQ e Capes retiraram mais de 15 mil bolsas do sistema, e os cerca de 80 mil bolsistas do CNPQ passaram por uma ameaça de não pagamento das bolsas no segundo semestre.” A ciência brasileira sempre foi maltratada, como dissemos, com investimentos nos melhores momentos de governos posteriores à redemocratização, que não passavam de 2% do PIB, o que já era considerado muito pouco. Mas desde o advento Bolsonaro, a situação piorou consideravelmente. Ciência, tecnologia e inovação. Ilustração, https://www.asianscientist.com/. A matéria vai além: “O corte de recursos para o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) bloqueou a chamada de novos projetos para financiamento, comprometendo linhas fundamentais como a de manutenção e aquisição de equipamentos para a infraestrutura das instituições de pesquisa. A Comissão do SBPC lista 23 ações para reverter a situação, entre elas a (volta da) meta de investimento de 2% do PIB no setor até 2022.” ‘Capes anuncia corte de mais 5.613 bolsas de mestrado e doutorado’ Capes significa Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. É um órgão vinculado ao Ministério da Educação do Brasil. Ele atua na expansão e consolidação da pós-graduação em todos os Estados. É responsável por incentivar, regrar e dispor sobre os cursos de pós-graduação stricto sensu (Mestrado e Doutorado). E atua na formação de professores da educação básica no Brasil. Ou seja, o Capes é um dos mais importantes pilares da ciência no Brasil. Foi fundado ao tempo de Getúlio Vargas em 1951. Mal ou bem, com os míseros 2% do PIB, conseguiu mais do que se poderia esperar, ao lado de outras agências de fomento, universidades, autarquias, etc. Funcionou… até a última eleição. ‘Capes anuncia corte de mais 5.613 bolsas de mestrado e doutorado’ , este subtítulo está entre aspas porque foi fiel à do título de matéria do Estadão Conteúdo, publicado pela revista Exame em setembro de 2019, nove meses depois da posse. Em menos de um ano de governo, Bolsonaro conseguiu a façanha de apequenar um dos órgãos vitais para o fomento da ciência e tecnologia na pátria que chama de amada. Não foi o único. Como se vê pela denúncia da SBPC, o mesmo aconteceu com o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). E aconteceu novamente, repetimos, no ministério da Educação escandalosamente ocupado até agora por dois doidivanas, incultos e despreparados, como já denunciamos em ocasiões anteriores. Depois de um desastrado Vélez Rodrigues, que se notabilizou por declarações como “o brasileiro parece um canibal quando viaja ao exterior”, . Um negacionista do clima é escolhido para o ministério de Meio Ambiente E o que um site de meio ambiente tem a ver com isso? Tudo, mais uma vez. Não se avançará na resolução dos imensos problemas brasileiros, os reais, não o tempo de duração da carta de motorista, sem a aplicação maciça da ciência e tecnologia, molas propulsoras ao lado da Educação, do desenvolvimento de qualquer país. Inclusive e especialmente, na área de meio ambiente. Comentamos e repercutimos brevemente os resultados até agora nas áreas da educação, ciência e tecnologia. Passamos agora, para a questão ambiental. A nosso ver, ela foi tratada do mesmo modo, uma mistura de arrogância e desconhecimento, aditivada com desdém e obscurantismo. Foi escolhido um Consulte Mais informação: Estadão

Mar_Sem_Fim Mar_Sem_Fim Uma Catástrofe eminente que será causada pela ganância política. Do que está adiantando ser a favor ou contra o atual governo? Está resolvendo o real problema? Quem consegue resolver? Mar_Sem_Fim Para o aniquilamento de um vírus e a reinvenção da raça humana. Mar_Sem_Fim tudo o que eu vejo é o beco

Mar_Sem_Fim Essa peste bubônica(peste negra) foi a pior pandemia da história. Mar_Sem_Fim Para o empeachann do Bozo... Mar_Sem_Fim Isso que é médico de verdade, roupa de respeito.

Em tempos de coronavírus o valor da solidariedade - Mar Sem FimEm tempos de coronavírus em uma sociedade desigual como a brasileira, não faltam exemplos de solidariedade. Saiba o que estão fazendo as empresas. Mar_Sem_Fim Todos os idosos tem que tirar a biometria dos bancos... ou no dia do pagamento vai ser o caos para a transmissão do vírus ☣. Mar_Sem_Fim 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻 Mar_Sem_Fim EuApoioOPresidenteBolsonaro

Em tempos de coronavírus o valor da solidariedade - Mar Sem FimEm tempos de coronavírus em uma sociedade desigual como a brasileira, não faltam exemplos de solidariedade. Saiba o que estão fazendo as empresas. Mar_Sem_Fim Todos os idosos tem que tirar a biometria dos bancos... ou no dia do pagamento vai ser o caos para a transmissão do vírus ☣. Mar_Sem_Fim 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻 Mar_Sem_Fim EuApoioOPresidenteBolsonaro

Coronavírus: Índia decreta quarentena total por 21 diasPaís com 1,3 bilhão de habitantes e cerca de 3 milhões de sem-teto nas áreas urbanas tem, até hoje, 519 casos de contaminação e 10 mortes Maestro JR tá diferente Parabéns Bolsonaro, aqui no Brasil estão tomando as melhores decisões. GRAÇAS A DEUS QUE A ÍNDIA A PRIORIDADE É A HIGIENE

Tragédia - Política - EstadãoPaís joga a ciência no lixo para discutir o presidente Jair Bolsonaro – você é contra ou a favor? O resto não interessa Aí mourao tá vendo ne general

Veja personalidades que fizeram doações para ajudar no combate ao coronavírus - Emais - EstadãoO Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), o Movimento Bem Maior e o BSocial criaram uma forma rápida, fácil e confiável para as pessoas doarem para hospitais beneficentes e instituições de ciência e tecnologia. Os valores arrecadados serão revertidos em respiradores, testes para diagnóstico da covid-19, equipamentos e insumos hospitalares. Para doar, você pode acessar o site clicando aqui. Inicialmente, as entidades beneficiárias do Fundo são a Fiocruz, o Hospital das Clínicas de São Paulo e a Santa Casa de São Paulo, além da Comunitas, organização que está adquirindo respiradores a serem entregues aos hospitais do SUS. RhodesHomeSong Emais_Estadao e depois militantes vem falar que justin é um lixo de pessoa pois um lixo faz mais para o planeta do que você que se julga melhor. Emais_Estadao algum sertanejo? Emais_Estadao ué cade o Neymar?

Cannes abre portas para sem-teto depois de coronavírus adiar festival de cinema - Cultura - EstadãoDepois do cancelamento de Festival de Cannes 2020, o Palais des Festivals vai abrigar entre 50 e 70 pessoas por noite



Com coronavírus, empresário faz festa com cerca de 15 pessoas no RN; 'Errei feio, fui irresponsável'

Internações por problemas respiratórios cresceram na última semana, mas em ritmo menor, diz Fiocruz

Médica que associou 'soro da imunidade' à Covid-19 nega intenção de enganar, mas aceita acordo com MP

Da Vera: Ao se associar a Lula, Doria comete seu maior erro na crise

Brasil tem 201 mortes e 5.717 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

“Chance de morrer de Covid-19 é de 1 em 10.000 em jovens. Problema é se 100 milhões de brasileiros pegarem ao mesmo tempo”

Mortos em casa e cadáveres nas ruas: o colapso funerário causado pelo coronavírus no Equador

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

26 março 2020, quinta-feira Notícia

Notícias anteriores

Após denúncia de Doria, Polícia abre inquérito sobre fake news de toque de recolher em São Paulo

Próxima notícia

De ioga a contação de histórias, lives de Instagram ganham espaço durante quarentena - Saúde - Estadão
Brasil tem 299 mortes e 7.910 casos confirmados de coronavírus, diz ministério O Rio em silêncio: vídeo mostra a cidade em tempos de isolamento Covid-19 já mata mais por dia que a tuberculose, doença infecciosa mais letal do mundo Governadores do Sul e Sudeste pedem urgência à União para evitar 'colapso econômico', diz Doria - Política - Estadão Número de casos confirmados de novo coronavírus passa de 1 milhão, diz levantamento Prefeitura contrata emergencialmente 20 carros funerários durante pandemia de coronavírus em São Paulo Que países e territórios ainda não têm casos confirmados de coronavírus? Bradesco, Itaú e Santander doam R$ 50 milhões para compra de máscaras Ministério da Saúde cadastra médicos veterinários e mais 13 categorias para combater coronavírus Witzel fala em possível 'conflito' com governo federal: 'Cabe ao Supremo mediar' Curado da covid-19, Alcolumbre defende decisões de governadores por isolamento - Política - Estadão Espanha está à beira do colapso sanitário com a Covid-19 - CartaCapital
Com coronavírus, empresário faz festa com cerca de 15 pessoas no RN; 'Errei feio, fui irresponsável' Internações por problemas respiratórios cresceram na última semana, mas em ritmo menor, diz Fiocruz Médica que associou 'soro da imunidade' à Covid-19 nega intenção de enganar, mas aceita acordo com MP Da Vera: Ao se associar a Lula, Doria comete seu maior erro na crise Brasil tem 201 mortes e 5.717 casos confirmados de coronavírus, diz ministério “Chance de morrer de Covid-19 é de 1 em 10.000 em jovens. Problema é se 100 milhões de brasileiros pegarem ao mesmo tempo” Mortos em casa e cadáveres nas ruas: o colapso funerário causado pelo coronavírus no Equador Monica De Bolle: “Hoje, dane-se o Estado mínimo, é preciso gastar e errar pelo lado do excesso” Felipe Prior é eliminado do 'BBB20' com 56,73% dos votos Mesário, sócio do Vasco, assinante do BBB: dados pessoais de general Heleno viram piada na internet - Política - Estadão Isolada em casa, jovem ganha festa surpresa com bolo 'inspirado' na pandemia de coronavírus Tudo o que você precisa saber sobre fazer sexo em meio à pandemia do coronavírus