Casos de Covid-19 na África ultrapassam os 100 mil, anuncia OMS

Casos de Covid-19 na África ultrapassam os 100 mil, anuncia OMS #G1

23/05/2020 04:00:00

Casos de Covid-19 na África ultrapassam os 100 mil, anuncia OMS G1

18 países e 1 território da região africana têm mais de mil casos da doença. Já são mais de 3 mil mortes no continente.

Os casos de Covid-19 no continente africano ultrapassaram os 100 mil, anunciou a Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta sexta-feira (22). Ao todo, os 54 países e os dois territórios da região africana tiveram 101.862 casos registrados, segundo boletim da organização.

Manifestantes fazem ato pró-democracia na Avenida Paulista Brasil tem manifestações a favor e contra Bolsonaro no Rio, SP e Brasília Montado em cavalo, Bolsonaro cumprimenta apoiadores em manifestação pró-governo - Política - Estadão

18 países e um território, o equivalente a 34% da África, têm mais de mil casos da doença (veja tabela). No início do mês, apenas 7 países tinham alcançado essa marca.Países e territórios africanos com mais de mil casos de Covid-19

Fonte: OMS deslize para ver o conteúdo Apesar de o marco dos 100 mil casos ter sido alcançado, a pandemia parece estar se movendo mais lentamente no continente africano, considerou a OMS: 3.115 pessoas morreram na África até esta sexta-feira (22). Em comparação, quando a Europa registrou 100 mil casos, tinha 4.900 mortes.

"Por enquanto, o continente foi poupado do alto número de mortes que devastaram outras regiões do mundo", disse a diretora regional da OMS para a África, Matshidiso Moeti. “É possível que nosso dividendo de jovens esteja compensando e levando a menos mortes. Mas não devemos nos deixar levar pela complacência, pois nossos sistemas de saúde são frágeis e menos capazes de lidar com um aumento repentino de casos", alertou.

Segundo a OMS, o continente africano fez um "progresso significativo" na testagem: cerca de 1,5 milhão de testes foram feitos até agora. Mesmo assim, os níveis de teste continuam baixos e há necessidade de expandir a capacidade. No fim de abril, o chefe do Centro de Controle de Doenças Africano, John Nkengasong, destacou a diferença nas capacidades de testagem entre os países africanos:

"A Etiópia fez cerca de 11 mil testes – só 10 para cada 100 mil pessoas", escreveu Nkengasong. "A África do Sul, muito mais rica, fez cerca de 280 para cada 100 mil".Em um artigo na revista "Nature", ele afirmou que a obtenção de reagentes para os kits diagnósticos também era um problema para o continente.

Em entrevista ao G1, o diretor de emergências da OMS para a África, Michel Yao, afirmou que as Ilhas Comores, por exemplo, demoraram a receber os kits diagnósticos porque eles seriam enviados da Europa, mas, por causa da pandemia no próprio continente, houve demora. O país foi um dos últimos a confirmar casos de Covid-19 na região africana.

Celso de Mello diz que bolsonaristas querem ditadura e compara Brasil à Alemanha de Hitler - Política - Estadão Pessoas são mais importantes do que economia, diz Papa Francisco sobre pandemia Torcedores pró-democracia entram em confronto com grupo pró-Bolsonaro e PMs na Avenida Paulista

O Lesoto é o país com menos casos: tem apenas um. O reino, que fica dentro do território da África do Sul (mas é um país soberano), foi a última nação da África a registrar casos de Covid-19, no dia 14 de maio; o primeiro foi o Egito, em 15 de fevereiro.

Trabalhadores de saúde infectados14 de maio: agente leva amostras para serem analisadas para Covid-19 em Busia, no Quênia, perto da fronteira com Uganda. — Foto: Brian Ongoro/AFPAinda que o avanço seja mais lento que em outros lugares, ponderou a OMS, a pandemia está acelerando: foram necessários 52 dias para o continente registrar os primeiros 10 mil casos, mas apenas 11 dias para sair de 30 para 50 mil registros. Cerca de metade dos países africanos têm transmissão comunitária e mais de 3,4 mil trabalhadores de saúde foram infectados pela Covid-19.

“Testar o maior número possível de pessoas e proteger os profissionais de saúde que entram em contato com casos suspeitos e confirmados são aspectos cruciais dessa resposta", afirmou Ahmed Al Mandhari, diretor regional da OMS para o Mediterrâneo Oriental, região que abarca 7 países do continente africano.

"Apesar da escassez global, estamos trabalhando duro para priorizar a entrega de kits de teste e equipamentos de proteção individual a países de baixa e média renda que tenham as populações mais vulneráveis, com base no número de casos relatados”, afirmou Al Mandhari.

MortesDas 3.115 mortes na região africana, a maioria ocorreu no Egito: são 696. Em seguida vêm a Argélia, com 575, e a África do Sul, com 369.Países africanos com mais mortes por Covid-19Fonte: OMS deslize para ver o conteúdo Apenas 8 dos 54 países (cerca de 15% do continente) não têm mortes: Eritreia, Ilhas Seychelles, Lesoto, Moçambique, Namíbia, República Centro-Africana, Ruanda e Uganda. Outros quatro países – Botsuana, Burundi, Gâmbia e as Ilhas Comores – e um território, Réunion, registraram uma morte cada.

Escritório da OMS para a África diz que 190 mil pessoas podem morrer por coronavírus Multidão faz fila em busca de comida na África do Sul Consulte Mais informação: G1 »

Misericórdia! Você é ______ da quarentena? Onde na África? Lembrando que a África é um continente, e não um país.

Mundo já tem mais de 5 milhões de casos de covid-19 - CartaCapitalSegundo levantamento da AFP, planeta já tem mais de 320 mil mortes registradas por conta do coronavírus. Saiba mais: Onde estão os estudiosos da superpopulação? Queremos saber suas opiniões. Nestes dias devem estar felizes, porque tem ficado + distante do mundo a fonte de seus estudos. Então, 'mas morreram poucos', irão dizer os aplicados na causa. 'Nem 1 milhão ainda'. Éramos + de 7 bilhões... Para quem teme a superpopulação, pode morrer e precisa morrer muito mais, assim ameniza a ameaça. Quantos mais morrerem melhor é, pois ficaremos longe do colapso. Risos.

Médicos detectam sintomas diferentes nos casos de covid-19 mais recentes na ChinaO surto de covid-19 detectado há duas semanas no nordeste da China surpreendeu os médicos que trataram o foco original da pandemia em Wuhan, no centro do país cotore Então se todo mundo pegar, não acaba logo, genocidas de plantão, centenas de milhares morrem.Quem sobrar, pega de novo

Estado de SP tem 73 mil casos e 5.558 mortes por covid-19 - ISTOÉ IndependenteO secretário de Saúde de São Paulo, José Henrique Germann informou nesta quinta-feira, 21, que o Estado registrou, desde o início da pandemia, 73.739 casos de contaminação pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas foram contabilizados 4.080 novos casos, um aumento de 5,8%. Segundo o secretário, 5.558 pessoas morreram no Estado por causa da doença … E Doriana fazendo mais hospitais de campanha suoerfaturados. Dinheiro público saindo pelo ralo... ForaDoria Olha ai seus fdp os santinhos da dona Maria vaca loka, os estudantes da globo... Depois a mãe vem na tv e diz que ele era um santo, 😇 que era estudante. Geração perdida!!! Não querem usar a Hidroxicloroquina....vão matar muita gente..aguardem !

Em menos de 2 meses, número de cidades com casos de Covid-19 aumenta 1074%De acordo com o Ministério da Saúde, no final de março, 297 municípios tinham casos da doença; hoje, são 3.488 A revista falida está fazendo o que mais gosta....CRIAR PÂNICO!! Hahahahaaahahagag, só trouxa acredita nesses números diante dessa guerra de narrativas politicas, como o povo em sua maioria não busca conhevimento e por isso são controlados por narrativas acabam sendo manipulados dessa forma, espero que a guerra civil comece logo, vai ser ótimo

Casos de covid-19 crescem na Argentina - Internacional - EstadãoInfectologistas atribuem aumento à chegada do coronavírus nas comunidades carentes de Buenos Aires e à flexibilização do isolamento Inter Você é a favor da permissão de 'gastos sem limites' concedidos à governadores e prefeitos para emergência contra o coronavirus? Inter Nenhum número em país com um governo socialista é confiável Inter Deve ter sido brasileiro q foi se enfiar lá. Que tudo se resolva logo, o q fizeram até agora já evitou uma grande tragédia

Covid-19: Oxford inicia nova fase de vacina, com mais de 10 mil pessoasAs próximas etapas irão avaliar a resposta imune à vacina em pessoas de diferentes faixas etárias e seu funcionamento em um grande número de indivíduos Vaii, ciência 🧪 Que dê tudo certo. Apesar de muitas esperanças prometidas. Vão testar a vacina no país todo logo