Capa da Vogue Britânica fotografada por brasileiro gera revolta | CNN Brasil

21/01/2022 23:59:00

Fotografada por Rafael Pavarotti, imagem quer celebrar o sucesso das top models africanas, mas levanta discussões por ter manipulado a cor da pele das modelos

Fotografada por Rafael Pavarotti, imagem quer celebrar o sucesso das top models africanas, mas levanta discussões por ter manipulado a cor da pele das modelos

Fotografada por Rafael Pavarotti, imagem quer celebrar o sucesso das top models africanas, mas levanta discussões por ter manipulado a cor da pele das modelos

Por que elas usavam perucas estranhamente penteadas? Muitas dessas mulheres normalmente usam seus cabelos naturais e teria sido ótimo ver isso refletido em uma capa celebrando a beleza africana. Além disso, na capa, a cor da pele das modelos parecia ser vários tons mais escuros do que o tom de pele normal.

, e as imagens – publicadas em inúmeras revistas brilhantes ao longo dos anos – são consistentes com seu estilo visual de apresentar a pele negra de maneira ultra-escura.Mas a iluminação, o estilo e a maquiagem, que propositalmente exageraram os tons de pele já escuros das modelos, reduziram seus diferenciais e apresentaram um visual homogeneizado. Foi essa a melhor maneira de celebrar a beleza negra? Não teria sido melhor deixar transparecer sua beleza natural e única?

Consulte Mais informação: CNN Brasil »

Dicas para alimentação de cães e gatos no inverno

Julia Martinez, do site Vida de Bicho, começa ressaltando que não é preciso mudar drasticamente a dieta dos pets neste período. Ela ainda explica como calcular qual é a quantidade ideal de petiscos que deve ser oferecida por dia para os animais. Consulte Mais informação >>

Rafael Cabral nega pretenção de substituir Fábio: 'A história dele é insubstituível'O goleiro exaltou passagem na Europa e garante qualidade com os pés: 'Evoluí demais. Me sinto um goleiro mais completo' PretenÇão

Rafael Navarro se diz 'pronto' para ser o centroavante do Palmeiras: 'Sou movido a desafios'Apresentado nesta sexta-feira, atacante do Verdão foi perguntado sobre assumir a responsabilidade nesta posição desejada pelo torcedor e pela comissão técnica

Rafael Sobis não se arrepende de 'ajuda' ao Inter e diz que não se 'queimou' com o CruzeiroO atacante revelou que tentou ajudar o Colorado em 2016 na luta contra o rebaixamento ao 'tirar o pé' no duelo da Raposa, em que atuava, diante do clube que o revelou

CNN Séries Originais explora a Serra da Estrela e os vinhos de Portugal | CNN BrasilNo segundo episódio da série “Vinhos de Portugal: Tradição e Modernidade”, Elisa Veeck visita Dão, no centro do país, uma das primeiras regiões demarcadas de vinhos não licorosos de Portugal, ao pé da Serra da Estrela Ta complicado de assistir falta repertório para ela, é um assunto muito técnico! 0u_ew Rubens Menin,pede pra fazer uma matéria lá da sua vinícola pra massa ver!

Após aprovação da Anvisa, Ministério da Saúde avalia Coronavac para crianças | CNN BrasilO Ministério da Saúde afirmou que irá avaliar na íntegra a decisão da Anvisa de autorizar o uso da Coronavac para crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos, para sua inclusão no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Vão ficar enrolando até 100.000 mais de inféctarem. Ministério da Enrolação da Saúde DORIA JÁ VACINOU A PRIMEIRA CRIANÇA. PERDEU DE NOVO QUEIROGA VACILAO kkkkk O que mudou anvisa_oficial ?

Pandemia impulsiona influenciadores e conteúdos para pets nas redesPandemia impulsiona influenciadores e conteúdos sobre pets nas redes; Brasil tem hoje o segundo maior mercado de produtos para animais domésticos do planeta

Nova Barbie homenageia a jornalista e ativista Ida B.17:37 Belo Horizonte O Cruzeiro apresentou oficialmente o goleiro Rafael Cabral, de 31 anos.Jailson admite concorrência pesada no Palmeiras, mas quer brigar Saindo da Série B do Brasileirão, Navarro chega a um clube bicampeão consecutivo da Libertadores e sob o comando de um dos técnicos mais badalados do país neste momento.January 18, 2022 Entenda o caso Aposentado do futebol desde o fim de 2021, Rafael Sóbis deu declarações polêmicas em uma entrevista para o canal do jornalista Duda Garbi.

Wells No entanto, fiquei com o coração partido quando vi a foto dos modelos. Eu queria amá-la, mas a imagem me deixou confusa e levantou dúvidas sobre a execução dessa importante capa. Cabral, ex-Santos assinou contrato com o time mineiro até 2024. Por que as modelos são retratadas em um quadro sombrio e sinistro, a iluminação tão obscura a ponto de elas serem quase indistinguíveis em uma capa destinada a celebrar sua individualidade? Por que estavam todas vestidas de preto, dando um ar fúnebre e uma aparência quase macabra, de outro mundo? Por que elas usavam perucas estranhamente penteadas? Muitas dessas mulheres normalmente usam seus cabelos naturais e teria sido ótimo ver isso refletido em uma capa celebrando a beleza africana. Em meio a essa adaptação ao elenco, ao esquema tático e ao clube, Navarro também vai apresentando suas principais características de jogo. Além disso, na capa, a cor da pele das modelos parecia ser vários tons mais escuros do que o tom de pele normal. Ele estava na reserva do Reading, da Segunda Divisão da Inglaterra, e rescindiu o contrato nos últimos dias. As fotos foram tiradas pelo fotógrafo afro-brasileiro Rafael Pavarotti , e as imagens – publicadas em inúmeras revistas brilhantes ao longo dos anos – são consistentes com seu estilo visual de apresentar a pele negra de maneira ultra-escura. A ajuda veio de uma forma displicente de atuar.

Iluminação, estilo e maquiagem teria exagerado os tons da pele dos modelos/ Divulgação “Esta é uma celebração das mulheres, do matriarcado e da beleza das mulheres negras”, disse Pavarotti sobre sua primeira capa da Vogue britânica, em um artigo que acompanha as fotos online. Rafael Cabral surgiu para o futebol na base do Santos. Rafael Navarro pode fazer sua estreia pelo Palmeiras neste domingo, às 16h, contra o Novorizontino, fora de casa, em jogo válido pela quinta rodada do Paulistão, adiantado por conta da disputa do Mundial de Clubes. “Elas são o passado, o presente e o futuro”, acrescentou. Mas a iluminação, o estilo e a maquiagem, que propositalmente exageraram os tons de pele já escuros das modelos, reduziram seus diferenciais e apresentaram um visual homogeneizado. Ele falou sobre ser subsituto de Fábio e como está seu jogo com os pés. Foi essa a melhor maneira de celebrar a beleza negra? Não teria sido melhor deixar transparecer sua beleza natural e única? Pavarotti não respondeu aos pedidos de comentários e Enninful recusou o pedido de entrevista da CNN, enquanto a Vogue britânica não respondeu publicamente às críticas. Um vídeo dos bastidores do ensaio fotográfico foi lançado junto com as imagens da capa. E MAIS:. -Quando eu bati, foi do lado do nosso banco, cara, o Mano Menezes me xingava, ele me xingou um monte, acho que ele percebeu né, nego veio da bola, ele me xingava de um jeito-contou Rafael Sobis, revelando que Fernando Carvalho, ex-presidente do Colorado, o agradeceu.

Filmado com mais luz natural, antes de as mulheres estarem totalmente estilizadas, o clipe revela mais individualidade e uma variedade de tons de pele escuros, em um dramático contraste com o resultado final. Em um artigo publicado no site da Vogue, Enninful descreve as modelos (Adut Akech, Anok Yai, Majesty Amare, Amar Akway, Janet Jumbo, Maty Fall, Nyagua Ruea, Abény Nhial e Akon Changkou) como “um poderoso grupo de superestrelas emergentes que não apenas dominaram as passarelas e as campanhas publicitárias, mas mudaram as lentes pelas quais a moda é vista em todo o mundo”. Ele acrescentou: “Não é mais apenas uma ou duas garotas de pele escura misturadas nos bastidores, mas uma série de top models assumiu um lugar significativo, substancial e igual entre as mulheres mais bem-sucedidas que trabalham na moda hoje. Significa muito para mim ver isso”. “Nós nos queremos como somos” A supermodelo sul-sudanesa Adut Akech/ Divulgação Uma capa é o maior prêmio que uma revista pode dar a um assunto e, historicamente, as mulheres negras raramente receberam essa honra. E MAIS:.

A ex-editora-chefe da Vogue britânica, Alexandra Shulman, contou em uma entrevista de 2017 para o jornal “The Guardian” que mulheres negras desconhecidas na capa venderam menos cópias das revistas. Então, quando as mulheres negras aparecem na capa de revistas globais como a Vogue, essas imagens circulam amplamente; nos sentimos vistas, celebradas e reconhecidas. É por isso que para muitas mulheres negras, particularmente as de pele escura como eu, essa capa da Vogue parece pessoal. Quando a edição de fevereiro foi lançada na semana passada, vi muitas pessoas, como minha amiga, dizendo o quão impressionante e bonito era. Então, eu perguntei no Twitter para ver se os outros estavam tão confusos quanto eu.

Centenas de pessoas responderam ao meu tweet dizendo que acharam as imagens uma representação pobre de mulheres negras. O que descobri é que muitos de nós querem amar essas imagens, mas não conseguem se livrar de um sentimento de inquietação que está enraizado em questões mais profundas em torno dos padrões de beleza que nos excluíram por tanto tempo. Muitos críticos on-line sentiram que as imagens eram “fetichizadas” e favorecendo um olhar do ponto de visto dos brancos, o que é irônico, considerando que a equipe editorial por trás delas consistia quase inteiramente de pessoas de ascendência africana. A escritora ganesa Natasha Akua me escreveu em uma mensagem privada no Instagram: “Quando vi, fiquei imediatamente chocada […] sinto que sei qual declaração ele estava tentando fazer visualmente, mas transformando essas modelos negras em um estranho quadro tirado direto de um filme de terror parecia instintivamente errado”. “Por que escurecer a pele delas para além do reconhecimento?”, ela perguntou.

“Para fazer alguma declaração sobre ser negro sem remorso? Negro sem remorso significa ser quem você é e não requer esse tipo de hipérbole”. “Acho a iluminação e os tons lindos”, escreveu Daniel Emuna. “Mas minha reclamação pessoal é que as publicações e as marcas estão constantemente comunicando que o tom mais escuro da pele representa a verdadeira essência da negritude ou mesmo da africanidade. Isso é claramente uma marca do olhar branco”. Enquanto o comediante e comentarista social do Sudão do Sul, Akau Jambo, escreveu: “Isso não é arte, isso é pornô de pele negra.

Fetiche negro. Clareamento reverso”. “Esta imagem é pura manipulação”, ele me disse durante uma conversa por telefone. “Isso é o que eles fazem com modelos do Sudão do Sul para contar uma história sobre a África, e as pessoas estão dizendo que não entendemos a perspectiva do artista, mas você pode contar uma história e estar projetando uma narrativa falsa”. “Nós não queremos que nos façam o negro que vocês querem.

Nós nos queremos como somos”. É inegável que Enninful e sua equipe fizeram excelentes progressos na defesa da diversidade desde que ele substituiu Shulman como editor-chefe da Vogue britânica. Sua primeira capa foi da modelo mestiça Adwoa Aboah e ele também colocou Dame Judi Dench, que aos 85 anos foi a estrela mais velha a estar na capa da revista. Ele dedicou a capa da edição de setembro de 2020 a 20 ativistas, incluindo o jogador de futebol do Manchester United e defensor da merenda escolar gratuita Marcus Rashford, fotografado por Misan Harriman – o primeiro negro a fotografar uma capa da Vogue britânica. Muitas das pessoas que me contataram não queriam criticar a capa de fevereiro por causa desse trabalho que a Enninful fez na Vogue, mas não devemos ter medo de responsabilizar até mesmo nossos irmãos e irmãs africanos quando necessário.

A mudança não acontece da noite para o dia, mas conversas e debates abertos são essenciais à medida que avançamos para alcançar a representação que todos nós queremos ver. * Nota do editor: Stephanie Busari é editora supervisora da CNN para a África, com sede em Lagos, na Nigéria. Todas as opiniões expressas neste artigo são da própria autora. Este conteúdo foi criado originalmente em inglês. versão original .