Cúpula do clima enfrenta obstáculos não resolvidos - Economia - Estadão

@Celso_Ming: 'Cúpula do clima enfrenta obstáculos não resolvidos'

24/09/2021 07:00:00

Celso_Ming: 'Cúpula do clima enfrenta obstáculos não resolvidos'

A COP 26 reunirá mais de 190 países, onde as lideranças irão avaliar os resultados do Acordo de Paris e propor novas metas de redução da emissão de gases causadores do efeito estufa

integra a"lista vermelha" do governo britânico e seus cidadãos são obrigados a observar quarentena antes de entrar em seu território, mesmo quando já vacinados. Houve quem sugerisse que parte das delegações participasse das reuniões por meio de conexões digitais. É uma ideia cuja realização esbarra não só em questões de fuso horário, como, também, de precariedade da sua infraestrutura tecnológica em muitos países. 

Mulher dá à luz bebê de 6,3 kg nos EUA; Finnley já usa roupas de 6 a 9 meses Mãe diz que menina esmagada por placa de concreto do metrô reage à voz dela: 'apertou a minha mão e mexeu as duas perninhas' Professor espanhol é suspenso após dar 10 para todos os alunos

Para, secretário executivo do Observatório do Clima, a questão principal da COP – e o que determinará se a conferência cumpriu ou não seu objetivo – será o quanto os grandes poluidores serão capazes de se comprometer com zerar as suas emissões e de adotar políticas sustentáveis mais firmes. 

“Acabamos de vir de divulgação do IPCC avisando que a situação é dramática e que precisa ser revertida. Mas isso só acontecerá com o cumprimento de metas ambiciosas. Se ficarmos apenas nas promessas feitas, descambaremos para o pior cenário – que é de extinção em massa, prejuízos exorbitantes, aquecimento de 4ºC até o ano 2100”, explica Astrini.  headtopics.com

Outra questão não resolvida: a de como será o financiamento das políticas a serem adotadas pelos países mais vulneráveis. Desde 2009, os países ricos prometeram o Fundo Verde do Clima, de US$ 100 bilhões ao ano, a partir de 2020. Mas essa pauta não consegue avançar tanto por insuficiência de recursos quanto por falta de definição sobre como os aportes funcionarão.

E há a questão do mercado global de carbono. O Artigo 6º do Acordo de Paris trata da regulação desse mercado, com mecanismos que permitiriam países compensar suas emissões comprando créditos de carbono. Alguns países não vão conseguir neutralizar suas emissões ou diminuí-las drasticamente se não puderem comprar créditos de carbono, porque o custo de diminuir as emissões é alto ou porque as tecnologias disponíveis para isso, às vezes, não se encaixam no tempo necessário. Mas a pauta também não avança. 

E é preciso garantir, também, que sejam criadas políticas ambientais globalmente integradas, como apontaCarlos Bocuhy,presidente do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental (Proam), que acredita ainda que a Cúpula precisa avançar nas discussões sobre as emissões naturais.

Toda conta referente ao aquecimento global feita hoje se baseia nas emissões provocadas pela ação humana, mas com o aumento da temperatura global, oderretimento do permafrost, por exemplo, libera gases causadores do efeito estufa, como o metano, que além de contaminar a atmosfera também contamina os oceanos.  headtopics.com

'Não há muita diferença entre o vício em drogas e no celular’, diz psicólogo - BBC News Brasil A derrota de Bolsonaro em 2022 será o dia mais feliz das nossas vidas | por Milton Rondó Veto da China à carne brasileira já dura mais de um mês e assusta governo

“Esse elemento pode ser uma bomba no fim do pavio que estamos acendendo, porque o fenômeno de derretimento de diversas áreas glaciais passadas contribui para a aceleração do aquecimento e ameaça a própria civilização”, diz./

COM PABLO SANTANA*CELSO MING É COMENTARISTA DE ECONOMIA  Consulte Mais informação: Estadão »

Crocodilo ataca drone em pleno voo; veja - BBC News Brasil

O drone de uma equipe de TV sentiu a força de uma das mordidas mais ferozes do reino animal em um parque em Darwin, Austrália.

Celso_Ming O principal obstáculo é a falta de vergonha na cara. Celso_Ming

Ao som de '2001', veja momento em que tripulação da SpaceX vê a Terra pela primeira vez através de cúpulaTripulação da Inspiration4 se emocionou ao avistar o planeta. Trilha sonora escolhida foi composição de Straus utilizada no filme de Stanley Kubrick, de 1968. O Brasil de Bolsonaro é mais próspero e feliz. Sim, aí tem um imbecil olhando pro celular. Que geração de merda essa… Afinal, a terra é plana ou não?!

Presidente da Ipiranga: 'Não dá para fazer milagre' para baixar os preços dos combustíveis - Economia - EstadãoPara Marcelo Araujo, apesar de alta do dólar e do petróleo afetarem os preços neste momento, seria preciso mexer no sistema tributário, principalmente no ICMS, cobrado dos Estados Economia Se todos parecem de comprar vc teria que doar não seria milagre Economia Posto Ipiranga responde Economia A mesma frase pode ser reciclada pelo Paulo Guedes: 'Não dá pra fazer milagres, e baixar a inflação'. PostoIpiranga

A crise na China, a situação do Brasil e a alta dos juros - Economia - EstadãoAs incertezas seguem reduzindo as projeções de crescimento da economia mundial para 2021 e a situação do Brasil só piora Celso_Ming Resumo: a china vai fuder de vez o mundo mas a extrema imprensa não dá um pio sobre isso. Vagabundos!

Comandante militar dos EUA diz que Forças Armadas não devem juramento a líder político - Política - EstadãoAlmirante Craig Faller, chefe do Comando Sul, afirma que militares brasileiros são ‘profissionais’ e ‘apolíticos’ Politica A Constituição Brasileira é clara. Politica Avisa lá pro chaves e Xi Jinping Politica Aqui os militares podem, recebem muito dinheiro e praticam a MAMATA!

Kraft anuncia compra da brasileira HemmerValor do negócio não foi revelado. Hemmer foi criada há 106 anos e é sediada em Blumenau (SC).

Consultoria internacional aponta Eduardo Leite como favorito nas prévias do PSDBA Eurasia afirma que a maioria dos líderes tucanos não aprova o 'estilo' de João Doria Só a nata da porcaria. Seria um bom vice do Moro Quanto tempo até o playboy de Pelotas começar a radicalizar pra pegar votos do bolsonarismo?