Natação, Olimpíadasnaglobo

Natação, Olimpíadasnaglobo

Bronze em Tóquio, Fernando Scheffer iniciou na natação em Canoas: 'Ele acredita até o fim', diz mãe

Bronze em Tóquio, Fernando Scheffer iniciou na natação em Canoas: 'Ele acredita até o fim', diz mãe #G1 #natação #OlimpíadasNaGlobo

27/07/2021 05:25:00

Bronze em Tóquio, Fernando Scheffer iniciou na natação em Canoas: 'Ele acredita até o fim', diz mãe G1 natação OlimpíadasNaGlobo

Adriana e o irmão Augusto acompanharam a prova na cidade onde moram e onde o nadador nasceu. Atleta conquistou a medalha e quebrou o recorde sul-americano dos 200 metros com 1m44s66.

A medalha de bronze de Fernando Scheffer, nos Jogos Olímpicos de Tóquio, nesta segunda-feira (26), estava no horizonte desde que ele começou a competir. Mas logo que conquistou, na saída da piscina, ele não sabia como definir o sentimento

Risco de tsunami na costa brasileira após alerta de erupção de vulcão é remoto, dizem especialistas Quinta-feira, 16 de setembro Bolsonaro eleva alíquota do IOF até dezembro para bancar novo Bolsa Família - Economia - Estadão

"Eu não sei até agora. Parece que tô travado no tempo. Não tava pensando em tempo, em colocação. Só queria fazer a minha prova, colocar na água tudo que treinei e nadar feliz. Cada braçada, aproveitando cada metro. É uma sensação muito especial", disse na entrevista à TV Globo.

"É algo dele, de acreditar. Ele acredita até o fim. É bem determinado", diz a mãe, Adriana.Fernando Scheffer leva o bronze na natação — Foto: REUTERS/Kai PfaffenbachOs alicerces do atleta estão em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, onde ele nasceu e onde mora a família. A mãe e o irmão Augusto mandaram energia de longe, em uma corrente transmitida pela internet, mas que Fernando talvez nem tenha visto. headtopics.com

Adriana conta que eles conversaram pela última vez no domingo (25), de forma bem rápida, e logo depois o filho se isolou para se concentrar apenas na prova."O Fernando é muito disciplinado. Se tem aquele objetivo, vai cumprir. Conversei antes, na sexta (23), e ele falou estava bem, mas que ia ficar concentrado. Desligar das pessoas e ficar no mundo dele, que é essa prova", relata.

História sendo escritaFernando Scheffer na piscina do avô ainda criança — Foto: Arquivo PessoalA prova pela qual Scheffer conquistou a medalha era a especialidade de Gustavo Borges. Porém, quando ele conquistou a prata, nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, Fernando nem sequer era nascido.

Ele nasceu dois anos depois, em abril de 1998, e começou no esporte quase sem querer. Era só mais um aluno de natação da academia Polisport.Depois, começou a disputar alguns torneios, por incentivo da professora Ana Paula, tomou gosto por vencer e passou a desejar mais. Aos 15 anos, mudou-se para Porto Alegre para competir pelo Grêmio Náutico União.

"Até sair a primeira medalha, foi difícil. Veio aquela insegurança. Mas depois deslanchou. A ideia dele seria partir para outro lugar que oferecesse desafios. Ele estava na zona de conforto", recorda a mãe.O desafio foi mudar-se para Belo Horizonte, com a namorada Bibi Cordeiro, e competir pelo Minas Tênis Clube. Pelo clube mineiro ele passou a ser o número um no país nos 200 metros livre e destaque na prova em competições internacionais, com ouro no Sul-Americano e nos Jogos Pan-Americanos. de Lima. headtopics.com

Bolsonaro assina decreto e eleva alíquota do IOF até dezembro para custear novo Bolsa Família O vexame de Bolsonaro (e do Brasil) na ONU | Matheus Leitão Em live, Bolsonaro diz que deve defender tese do marco temporal em discurso na ONU - Política - Estadão

"O sonho dele sempre foi a Olimpíada, mas até chegar lá tinha que traçar um caminho. Tinha que ir para esses campeonatos fora, se testar. Quando conseguiu a vaga [para Tóquio], ele disse que a ficha não tinha caído, que estava sonhando, que era algo de criança que alcançou", emociona-se a mãe.

Com as medalhas do Mundial de Piscina Curta, em 2018, Leonardo Santos, Breno Correia, Fernando Scheffer e Luiz Altamir comemoram o ouro e o recorde mundial — Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA2018, o ano da viradaPor volta das 8h desta terça (27, horário de Brasília), Fernando retorna à piscina como integrante da equipe de revezamento 4 x 200 livre que busca uma vaga na final da prova. Foi nela que ele mudou de patamar no esporte, em 2018.

Ele entra nesta prova com a responsabilidade de quem conquistou a medalha de ouro no Campeonato Mundial de Piscina Curta de 2018, em Hangzhou, na China, batendo o recorde mundial, com um tempo de 6m46s81.Agora, ele detém, também, uma medalha olímpica. "Tento tirar toda cobrança possível, sem querer me colocar pressão de resultado, e tento fazer o melhor na hora. Mas a gente treinou pra isso e fez na hora que precisava fazer", disse Scheffer.

Vídeos: Tudo sobre o RS Consulte Mais informação: G1 »

Documentos da CPI colocam crise mais perto da família Bolsonaro - Política - Estadão

Em novo episódio de ‘Por Dentro da CPI’, Eliane Cantanhêde analisa ação de lobista no Ministério da Saúde e sua proximidade com o filho ‘Zero Quatro’ do presidente

Acabou a mamata! 😂😂😂 Me deu bug na cabeça. Eu só conseguia ler que ele era da canoagem kkk Ele passou pelo Vasco da Gama também. Canoagem, então

Fernando Scheffer conquista o bronze no 200m livre, primeira medalha do Brasil na natação em TóquioGIGANTE 🥉👏🏊‍♂️ Fernando Scheffer conquista o bronze no 200m livre, primeira medalha do Brasil na natação em Tóquio lancenet

Brasileiro Fernando Scheffer conquista medalha de bronze na natação - ISTOÉ IndependenteO brasileiro Fernando Scheffer conquistou a primeira medalha do Brasil na natação dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ele surpreendeu e ficou com o bronze nos 200m livre. O melhor tempo dele na prova era de 1:45:10, mas nesta segunda-feira (26) ele conseguiu 1:44:66; + Medina e Ítalo se classificam no surfe e garantem medalha para […]

Natação: brasileiro Fernando Scheffer conquista o bronze nos 200m livreAtleta gaúcho largou na raia 8 e surpreendeu os favoritos em sua primeira Olimpíada Mais um fiasco para o Brasil Estava nadando sem máscara. Esqueceram da manchete. O que isso tem a ver com política?!

Judô: brasileiro Daniel Cargnin conquista a medalha de bronze em TóquioLutador gaúcho se recuperou de um quadro de Covid pouco antes dos Jogos e cravou seu nome na história do judô brasileiro QUE AMOR SERIO 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

Bronze na Olimpíada de Tóquio, Daniel Cargnin revela que quase abandonou o judô - Esportes - EstadãoMedalhista brasileiro relembra dificuldades enfrentadas na carreira e se emociona ao falar da mãe

Judô: Daniel Cargnin conquista a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de TóquioÉ DO BRASIL! 🇧🇷🥉🗼 Judô: Daniel Cargnin conquista a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio lancenet