Bolsonaro vai ao Planalto pela primeira vez em 20 dias

23/11/2022 17:40:00

A última vez que o presidente saiu do Palácio da Alvorada foi no dia 3 de novembro

A última vez que o presidente saiu do Palácio da Alvorada foi no dia 3 de novembro

A última vez que o presidente saiu do Palácio da Alvorada foi no dia 3 de novembro...

A última vez que o presidente saiu do Palácio da Alvorada foi no dia 3 de novembro BandNews FM Foto: Agência Brasil O presidente Jair Bolsonaro saiu do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, pela primeira vez desde 3 de novembro.Momento em que o presidente Jair Bolsonaro deixa o Palácio da Alvorada para se dirigir ao Planalto O presidente Jair Bolsonaro (PL), derrotado nas eleições deste ano, voltou nesta quarta-feira (23) ao Palácio do Planalto após 19 dias de reclusão no Palácio da Alvorada – residência oficial da presidência em Brasília.Por Gustavo Maia Atualizado em 23 nov 2022, 10h36 - Publicado em 23 nov 2022, 10h26 O presidente Jair Bolsonaro, antes de fazer o seu pronunciamento de derrota no último dia 1º, no Palácio da Alvorada Evaristo Sa/AFP Publicidade Jair Bolsonaro chegou na manhã desta quarta-feira ao Palácio do Planalto.Geraldo Alckmin.

Nesta quarta-feira (23), ele foi para o Palácio da Alvorada, onde fica o gabinete presidencial.A reclusão de Bolsonaro nos últimos 20 dias ocorreu por uma ferida na perna que impedia o presidente de colocar calça e atrapalha a locomoção, segundo o vice-presidente Hamilton Mourão.A última agenda oficial do presidente no Palácio do Planalto foi no dia 31 de outubro, uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, um dia após o segundo turno da eleição presidencial.A situação de saúde do chefe do Executivo, no entanto, não foi confirmada de maneira oficial.Recluso no Palácio da Alvorada após as eleições, o presidente foi ao seu gabinete pela última vez em uma passagem relâmpago para cumprimentar por alguns minutos o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin , fora da agenda oficial, no dia 3.Na semana passada, ao falar com apoiadores no Palácio da Alvorada, o ex-ministro da Defesa Braga Netto, derrotado na chapa presidencial, disse que Bolsonaro estava bem e recebendo ministros na residência oficial.No dia 1º de novembro, o presidente convocou a imprensa para um pronunciamento no Palácio da Alvorada.Na agenda oficial divulgada pela Presidência, Jair Bolsonaro tem audiência com o ex-ministro do Desenvolvimento Regional e senador eleito pelo Rio Grande do Norte, Rogério Marinho.No seu período de reclusão no Palácio da Alvorada, o presidente também deixou de fazer as suas tradicionais transmissões ao vivo, que costumavam ser realizadas às quintas-feiras, e quase interrompeu publicações em redes sociais.

O tema da conversa não foi revelado.VÍDEOS: notícias de política 50 vídeos.Consta apenas uma reunião de 30 minutos, a partir das 11h30, no Alvorada, com o ex-ministro do Desenvolvimento Regional e senador eleito Rogério Marinho (PL-RN).A reclusão de Bolsonaro aconteceu após a derrota no segundo turno da eleição, confirmada no dia 30 de outubro.Desde então, ele esteve por apenas duas vezes no Planalto, a última vez foi há 20 dias, quando cumprimentou o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin em uma reunião privada de dez minutos.Na ocasião, Alckmin estava no Palácio para uma reunião com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, que coordena a transição de governo pelo lado do atual ocupante do Planalto.Interlocutores de Bolsonaro têm relatado que ele alega estar com várias feridas nas pernas , causada por uma erisipela — um doloroso processo infeccioso da pele, que pode atingir a gordura do tecido celular, causado por uma bactéria que se propaga pelos vasos linfáticos.Veja também.

Consulte Mais informação:
Band.com.br »
Loading news...
Failed to load news.

Bolsonaro volta ao Palácio do Planalto após 19 dias de reclusão no AlvoradaPresidente chegou ao Palácio do Planalto por volta das 9h desta quarta-feira (23). Última ida ao local foi no dia 3 de novembro, quando se encontrou com o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin. vagabundo Vagabundo! Igual os apoiadores que estão aí impedindo o direito de ir e vim. Se jogar uma carteira de trabalho não fica um. Vcs n tem oq fazer n?Tendenciosos que chega a ser ridículo.Ladeira a baixo p mídia parcial.

O retorno de Bolsonaro ao Planalto depois de 20 dias recluso no Alvorada | RadarA última vez que o presidente tinha ido à sede do governo federal foi no último dia 3, para um rápido encontro com Geraldo Alckmin radaronline 20 dias de atestado depois... Esse aí não gosta de trabalhar radaronline

Bolsonaro volta ao Palácio do Planalto depois de 20 dias de reclusãoÚltima ida ao local foi no dia 3, para encontro com vice de Lula, Geraldo Alckmin Ninguém nem notou a ausência! Dá pra descontar esses dias do contracheque? Pra quê? Vai roubar os tapetes?

Bolsonaro reaparece no Palácio do Planalto depois de três semanas | O AntagonistaPresidente da República ficou recluso no Palácio do Alvorada por 20 dias; última agenda foi um encontro com Geraldo Alckmin após o 2º Turno foi só protocolarem para ele responder por abandono de função. o cara só trabalha forçado. Deus abençoe Bolsonaro. De muita força 🤩👏👏👏👏 ELE ESTAVA NO BANHEIRO?!? 😱😱😱😱

De saída do Planalto, Bolsonaro acelera indicações para manter aliados em postos no governoA expectativa do presidente é garantir sua influência em diferentes áreas durante o governo Lula, no qual deve desempenhar papel de liderança na oposição. Um dos movimentos principais de Bolsonaro é a antecipação de 21 sabatinas de nomes indicados a embaixadas pelo mundo. A Comissão de Relações Exteriores já começou as entrevistas. Indicações de consenso para postos na África e na Ásia devem ser aprovados em breve. A volta dos que não foram!🤣🤣🤣🤣🤣

Bolsonaro volta ao Planalto após 19 dias de reclusão - EstadãoO último encontro do presidente na sede do Executivo Federal foi com o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin em 3 de novembro Politica Não tem nenhum senador culhao a favor do povo . Se eu fosse senadora essss bandidos iam se lascar comigo. Ia pra cima do cabeça de ovo Politica Pode descontar os dias não trabalhados Politica Ressaca.