Bolsonaro: Guedes cometeu ‘pequenos deslizes’, mas fica até o último dia

Bolsonaro: Guedes cometeu ‘pequenos deslizes’, mas fica até o último dia

2/18/2020

Bolsonaro: Guedes cometeu ‘pequenos deslizes’, mas fica até o último dia

Ministro da Economia dá sinais inegáveis de esgotamento; apesar dos elogios, reuniões com o presidente não avançam e reforma administrativa continua travada

Minas Gerais tem primeiro caso suspeito de coronavírus no Brasil Paulo Guedes, porém, está cansado — e os destemperos recentes provam isso. Vindo da iniciativa privada, o ministro não está acostumado com a série de pressões e conchavos políticos, muito menos com a repercussão de qualquer declaração dada por ele. A última frustração do ministro envolve a reforma administrativa . Sua equipe, capitaneada pelo secretário de Desburocratização, Paulo Uebel, já concluiu o texto e enviou para o Palácio do Planalto. Nesta segunda-feira, Bolsonaro disse que seria apresentado à versão final e tentou minimizar a reação do funcionalismo público, prevendo a resistência política de uma classe amplamente organizada e barulhenta. “ Estamos na iminência de mandar a reforma administrativa. Não vai atingir os já servidores. Não vai ser mexido nada no tocante a eles. A reforma está ultimando, né? Sempre tem um pequeno acerto a mais para fazer. Amanhã, a previsão é, à tarde, eu ser apresentado à nova proposta”, afirmou o presidente. Segundo membros do governo, Bolsonaro espera o “melhor timing ” para apresentar o texto ao Congresso. Segundo um dos assessores mais próximos do ministro, as reuniões sobre a reforma que Guedes teve com Bolsonaro na segunda, 17, e nesta terça, 18, foram “inconclusivas” — ou seja, não chegaram a lugar algum. Mas o desgaste não é de hoje. O ministro vem frustrando-se, cada dia mais, com as dificuldades de avançar com sua agenda no Congresso. Antes do travar da reforma administrativa, outra dificuldade foi a de emplacar seu projeto de reforma tributária, sob a tutela do então secretário de Receita, Marcos Cintra. Como Cintra revelou em entrevista a VEJA , Guedes não desistiu e, segundo membros do alto escalão do ministério, não desistirá de instituir um novo imposto sobre movimentações financeiras, um simulacro da CPMF, extinta e rechaçada pelo Congresso. A solução encontrada pela equipe deixou Guedes ressabiado: o governo enviará uma proposta insossa por meio de emendas apresentadas na comissão mista que discute as alterações tributárias. As adições ao texto que tramita na Câmara preveem, apenas, a união do PIS e do Cofins. A criação de um “imposto do pecado”, também em pauta dentro do Ministério da Economia, já foi rebatida por Bolsonaro. A ideia envolvia criar uma taxa para produtos nocivos à saúde pública, como cigarros, bebidas alcoólicas e combustíveis. Ainda no ano passado, sob a pressão de se aprovar a reforma da Previdência, Guedes mostrou insatisfação com as dificuldades de avançar nas negociações com a classe política. Em entrevista a VEJA em maio passado , ele disse que, se houvesse uma mudança muito radical na proposta original da reforma, se aprovassem uma espécie de remendo chamado jocosamente de “reforminha”, ele renunciaria ao cargo. “Pego um avião e vou morar lá fora”, avisou. “Já tenho idade para me aposentar”. A solução para driblar o Congresso foi apresentada meses depois. Em dezembro, e diminuir o tamanho do Estado, além de promover políticas para estimular contratações e digitalizar o poder público. Publicidade Grandes reformas, porém, precisam do Legislativo. A promoção de Rogério Marinho para o cargo de ministro do Desenvolvimento Regional envolve o périplo do governo Bolsonaro para melhorar suas relações com o Congresso — o então secretário de Previdência foi primordial para a aprovação das alterações previdenciárias serem aprovadas. Guedes é o norte técnico, mas tem falhado nesta função. Ao não conseguir se manter com esta aura de “fiador” de um governo atabalhoado, perde em muito sua eficácia. O ministro, que dá sinais inegáveis de esgotamento, precisa se reencontrar e aprender a dialogar com a classe política. ( Consulte Mais informação: VEJA

As bibas tão descontroladas ForaBolsonaroEseuBandodeCriminosos Iguais se reconhecem e se protegem Cadê o Armínio Fraga? Esse Paulo Guedes odeia todo mundo! SELMAMARIADESO9 Que seja breve o último dia ou que seja de muita vergonha para vcs. Pequenos deslizes: chamar o chefe de parasita! Que desgraça!! Pedem pra cagar e se piquem seus aloprados.

Muleques Paulo Guedes se beneficiou com fraude de corretora, afirma juiz fazer piada do abuso sexual e tentativa de suicídio da ministra Damares não é violência . Agora, a jornalista que manipulou a eleição para favorecer o PT com mentiras , calúnias e difamações virou uma senhora respeitável . Fora VEJA! Mídia PODRE, nem no barbeiro eu leio!

Jorge Jesus e dirigentes do Flamengo visitam Jair Bolsonaro e Paulo Guedes em BrasíliaJorge Jesus e dirigentes do Flamengo visitam Jair Bolsonaro e Paulo Guedes em Brasília FutebolNaESPN E o desprezo só aumenta putz, a partir de agora pros flamenguistas de esquerda o jj virou um zé ninguem 🖓

Você sabe quando será o fim Bolsopata? Vocês sairão bem mais breve do que imaginam. Olha o porco falando do toucinho 2 bostas Impeachment EuApoioAGreveDosPetroleiros EuApoioAGrevePetroleira Só num pequeno deslize

Fala sobre domésticas queima filme de Guedes na internet | RadarFala sobre domésticas queima filme de Guedes na internet (via radaronline) radaronline radaronline Além de queimar o filme dele. Também dá uns dois minutos pro horário eleitoral do pt radaronline Quando a revista falida não tem assunto mais importante como ladroagem e corrupção neste governo, ela fica fazendo um mimimi de assunto ultrapassado... revista falida sem assunto.

Por ‘negócios ocultos’, deputado pede ao STF que tire Paulo Guedes do cargo - CartaCapitalPaulo Ramos (PDT-RJ) aponta violação da Lei de Conflito de Interesses e potencial crime de responsabilidade de Paulo Guedes. Esse chato não tem mais o q fazer não, é ? Kkkkkkkkk Isso é pra ri ou pra chorar de ri? A esquerda continua lutando pelo “quanto pior, melhor”. O povo? O país? Que se lasquem!

Paulo Guedes e seus dotes parasitas no mercado financeiro - CartaCapitalEconomia | Nos meios da finança e da academia, o ministro é tomado como exemplo de cidadão habituado a destemperos. Por Luiz Gonzaga Belluzzo. Economista de elite. Em pensar que votei neste Governo. Lamentável. A inveja é uma M ! Gonzaga Belluzo levou o Palmeiras ao caos e foi suspenso por ter suas contas no clube reprovadas. Egresso do 'covil de comunistas' (UNICAMP), insiste em ficar dando Pitaco em algo em q ele nunca acertou em nada - Economia. Com a palavra Belluzzo

'Em que Brasil você vive?': empregadas domésticas e parentes que nunca saíram do Brasil reagem a fala de GuedesEm meio a alta recorde do dólar, ministro da Economia citou suposto fluxo de empregadas domésticas indo à Disney em tempos de dólar baixo, o que classificou como 'uma festa danada'. Funcionárias domésticas, familiares e apoiadores do ministro reagiram: Claro que ele usou uma força de expressão, mas para a imprensa marrom com seu clientelismo idiota, é frase bombástica! As empregadas que foram e voltaram são diaristas que trabalharam, ganharam seus dólares nos USA e lá tbm foram gastar! Uma coisa que aprendi foi ver ou ler uma entrevista na íntegra, pegar meia conversa para criticar fala de Ministro e Presidente já virou rotina na imprensa marrom.

Flamengo será julgado pelo TJD-RJ por gritos homofóbicos contra o Fluminense - Esportes - EstadãoEstadaoEsporte Flamengo será julgado pelo TJD-RJ por gritos homofóbicos contra o Fluminense Esporte Se SPFC processasse, o clube estaria trilhonário Esporte Tô nem aí pra essa baboseira de homossexualismo, mas se isso vai prejudicar o Flamengo, então eu apoio... kkkkkkk Esporte Sou Fluminense! Diretoria do Flu retira qualquer acusação. Essa porr4 tá virando programa da Barbie. Só falta fazer lei para ir no estádio e sentar cruzando as pernas apertando os 0v0s. KCT



Da Vera: Ao se associar a Lula, Doria comete seu maior erro na crise

Autor de vídeo compartilhado por Bolsonaro pode pegar seis meses de prisão - Política - Estadão

'Caiam na real: governadores e prefeitos oferecem esmolas com dinheiro alheio', diz presidente do BB - Economia - Estadão

Governadores do Sul e Sudeste pedem urgência à União para evitar 'colapso econômico', diz Doria - Política - Estadão

Juiz manda Bolsonaro excluir igrejas da lista de serviços essenciais

Villas Bôas: ‘Ninguém tutela o Bolsonaro’ - Política - Estadão

Marta Suplicy filia-se ao Solidariedade e pode concorrer nas eleições municipais - ISTOÉ Independente

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

18 fevereiro 2020, terça-feira Notícia

Notícias anteriores

Quem é Erling Haaland, a jovem estrela que brilhou contra o PSG

Próxima notícia

Bolsonaro 'perde boas oportunidades para ficar calado', diz Janaina Paschoal sobre ataque do presidente a jornalista
Está na hora de começarmos a falar sobre Mourão - ISTOÉ Independente Twitter apaga publicações de Silas Malafaia que infringiam regras sobre coronavírus Governo Bolsonaro tem 42% de avaliação 'ruim' ou 'péssima' em abril, diz pesquisa - Política - Estadão Atacado por Bolsonaro, Mandetta se aconselha com Alcolumbre e Maia | Radar A postura equivocada de Bolsonaro diminui o país aos olhos do mundo Maia diz que falta de compreensão em partes do governo sobre coronavírus 'atrasa' planejamento da Saúde Antes de 'canetada', Bolsonaro tentará mais uma vez discutir fim de isolamento com Congresso e STF - Política - Estadão Vacância de poder - ISTOÉ Independente Maia diz que Mandetta tem apoio do parlamento e não vai pedir demissão após críticas de Bolsonaro - Política - Estadão Facebook, Instagram e Youtube apagam vídeo de Silas Malafaia - CartaCapital Juristas denunciam Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional por crime contra a humanidade - CartaCapital Chega de inveja, minha gente: deixem a Maju trabalhar | Tela Plana
Da Vera: Ao se associar a Lula, Doria comete seu maior erro na crise Autor de vídeo compartilhado por Bolsonaro pode pegar seis meses de prisão - Política - Estadão 'Caiam na real: governadores e prefeitos oferecem esmolas com dinheiro alheio', diz presidente do BB - Economia - Estadão Governadores do Sul e Sudeste pedem urgência à União para evitar 'colapso econômico', diz Doria - Política - Estadão Juiz manda Bolsonaro excluir igrejas da lista de serviços essenciais Villas Bôas: ‘Ninguém tutela o Bolsonaro’ - Política - Estadão Marta Suplicy filia-se ao Solidariedade e pode concorrer nas eleições municipais - ISTOÉ Independente Idosa de 104 anos ganha parabéns da janela em Porto Alegre: 'Uma coisa como esta, nunca pensei que ia passar' Brasil tem 299 mortes e 7.910 casos confirmados de coronavírus, diz ministério 'Você fala por milhões', diz Bolsonaro a mulher que pediu comércio aberto e criticou governadores - Política - Estadão Em meio ao coronavírus, clã Bolsonaro decide estratégia eleitoral no Rio A guerra continua - Política - Estadão