Bolívia pede à ONU, UE e OEA ações para evitar 'autoritarismo' do próximo governo - ISTOÉ Independente

30/10/2020 09:35:00

O governo da Bolívia solicitou nesta quinta-feira às Nações Unidas (ONU), à União Europeia (UE) e à Organização de Estados Americanos (OEA) que compareçam ao país a fim de observar e evitar “práticas autoritárias” do próximo governo, do esquerdista Luis Arce, alegando temer “uma nova crise política”. A chanceler Karen Longaric enviou notas aos chefes […]

, alegando temer “uma nova crise política”.A chanceler Karen Longaric enviou notas aos chefes das três organizações internacionais para que considerem o envio de representantes especiais “com o objetivo de observar a atual transição” para o governo do presidente eleito. Segundo ela, o objetivo dessa observação é “prevenir o desenvolvimento de práticas autoritárias que favoreçam uma nova crise política, social e democrática na Bolívia”.

Lobo-guará é filmado dentro de shopping de Jataí; vídeo Mulher é morta a facadas horas após pedir medida protetiva contra companheiro no Piauí Após 70 anos, idoso que perdeu trem durante viagem com a família reencontra irmãos em Tupã

Karen enumerou vários fatos que, para ela, constituem atos contrários à democracia, como a decisão do Parlamento, controlado pelo Movimento ao Socialismo (MAS), partido de Arce, de reduzir o quórum legislativo para aprovar as promoções a general nas Forças Armadas e na Polícia e a nomeação de embaixadores.

Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

Lamento informar ao povo boliviano que com o retorno de Ivo Morales, ele vai fazer de tudo para retornar ao poder e transformar seu país em mais uma ditadura na América do Sul. Nosso continente está se tornando cada vez mais em uma América Latrina. Traduzindo o pedido: Aplicamos um golpe no Evo, humilhamos quem estava no poder e, agora, estamos com medo de retaliações pelos crimes que cometemos. Por favor ONU, UE e OEA (principalmente você) obrigue o LuchoXBolivia a nos anistiar. Não queremos ir para a cadeia.

Mulheres seguem excluídas do poder e dos processos de paz, diz ONU - CartaCapitalMulheres seguem excluídas do poder e dos processos de paz, diz ONU BoulosNoSegundoTurno Cristofobia

ONU denuncia que mulheres seguem excluídas do poder e dos processos de paz - ISTOÉ IndependenteAs mulheres estão sub-representadas nas estruturas de poder e nos processos de paz, denunciou o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, nesta quinta-feira (29), durante uma videoconferência do Conselho de Segurança. Embora nos últimos 20 anos e com a aprovação da resolução 1325 – que estabeleceu um novo marco para a inclusão das mulheres nos esforços […]

Representante da ONU pede 'respeito mútuo' após publicação de charges de MaoméApós Emmanuel Macron defender a publicação de caricaturas do profeta considerado sagrado para o Islã, líderes muçulmanos e o presidente da Turquia criticaram duramente o presidente francês. Só pode com Jesus. Nem o Papa liga par igrejas queimadas mesmo.. Engraçado que quando as poc LGBTKSHFJDJDND enfia crucifixos no cu esses safados não falam um A Esse representante da ONU já veio aqui assistir algum desfile de escola de Samba? Hummmmm

ONU denuncia que mulheres seguem excluídas do poder e dos processos de paz - ISTOÉ IndependenteAs mulheres estão sub-representadas nas estruturas de poder e nos processos de paz, denunciou o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, nesta quinta-feira (29), durante uma videoconferência do Conselho de Segurança. Embora nos últimos 20 anos e com a aprovação da resolução 1325 – que estabeleceu um novo marco para a inclusão das mulheres nos esforços […]

Governo brasileiro entrega carta à Rússia e pede soltura de RobsonDocumento assinado por Jair Bolsonaro é entregue ao governo russo nesta quarta-feira Deve ter uma galerinha quebrando a cabeça como criticar essa atitude do presidente. Dryzinho_praero No final a culpa sera do Bozao, escute so ..... Uma carta?até parece que a Rússia é igual o Brasil.

Evo Morales voltará do exílio para a Bolívia logo após a posse do novo GovernoEx-presidente pretende entrar no país em 9 de novembro, um dia após a posse de Luis Arce. Político busca “banho de popularidade” contra rejeição intensa de segmentos da população Exílio 🤣