Blackout

Blackout

'Blackout tuesday': artistas e fãs fazem 'apagão' nas redes, mas homenagem atrapalha ativistas

#Blackout - Artistas e fãs fazem 'apagão' nas redes, mas homenagem atrapalha ativistas #G1

02/06/2020 21:15:00

Blackout - Artistas e fãs fazem 'apagão' nas redes, mas homenagem atrapalha ativistas G1

Entenda campanha que promove 'blecaute' no Instagram para apoiar movimento Black Lives Matter e saiba por que organizadores reclamam que ela pode esconder posts úteis aos protestos.

A "Blackout tuesday", campanha de artistas em apoio aos protestos antirracistas, causa uma onda de quadrados com a cor preta nas redes sociais nesta terça-feira (2). Mas o "apagão" em favor do Black Lives Matter está atrapalhando ativistas do movimento.

Integrantes do MBL são presos em operação contra desvio e lavagem de dinheiro em SP Idosa completa 109 anos e ganha festa surpresa de filhos e netos com carro de som e vídeo na Bahia Justiça do RN autoriza tratamento com cannabis medicinal em paciente com dor crônica

Os organizadores dizem que os milhares de posts escuros, muitos deles com hashtags como #BlackLivesMatter e #BLM, estão tornando mais díficl achar nas redes informações úteis, links de doações, localizações e denúncias de violência policial nos protestos que acontecem em todo o país e que usavam as mesmas tags.

Na tarde desta terça, se espalham alertas nas redes para usar apenas a hashtag #blackouttuesday para postar os quadrados pretos.A campanha foi bastante incentivada por famosos, em especial na indústria musical, desde a segunda-feira (1). Cantores como Elton John, Rihanna, Cardi B, Zayn, Demi Lovato, Björk e outros aderiram.

No Brasil, artistas como Anitta, Bruno Gagliasso, Ludmilla e Marília Mendonça também postaram quadrados pretos para apoiar a campanha.Mas, agora, até os artistas estão percebendo efeitos colaterais."Isso não está nos ajudando, cara. Quem diabos pensou nisso? As pessoas precisam perceber o que está acontecendo", escreveu o cantor Lil Nas X, compartilhando uma mensagem do DJ Dillon Francis que notava o problema.

this is not helping us. bro who the hell thought of this?? ppl need to see what’s going on https://t.co/fN492qsxaa— June 2, 2020 A indústria musical dos EUA planejou o dia de silêncio em solidariedade aos protestos pela morte de George Floyd.

Após a divulgação de um vídeo que mostra um homem negro sendo imobilizado por um policial branco com os joelhos em seu pescoço, em Minneapolis, nos Estados Unidos, uma onda de protestos começou no país em 25 de maio.

Várias gravadoras e artistas se comprometeram a se abster de qualquer atividade comercial na terça-feira, com o objetivo de "se desconectar do trabalho e se reconectar com a nossa comunidade".Mick Jagger foi um dos músicos que aderiu à campanha. "É de partir o coração ver os EUA se despedaçarem de novo por questões raciais. Amanhã vou ficar com meus colegas artistas e entrar no "blackout de terça" para combater a discriminação racial e a injustiça social. Eu rezo para que depois desse dia nós possamos superar esse ódio e divisão e começar a curar a dor e o sofrimento que todo mundo está sentindo no país. Nós devemos isso às futuras gerações", escreveu Mick Jagger.

Treze ministros que tiveram contato com Bolsonaro testam negativo para covid-19 - Política - Estadão Capitão da PM suspeito de chefiar a milícia na Zona Oeste do Rio se entrega na delegacia | Rio de Janeiro | G1 Filha de prefeito na BA tem auxílio emergencial aprovado, faz dois saques e gestor alega ter doado dinheiro

pic.twitter.com/boIR0OD0pT— June 1, 2020 A hashtag "The Show Must Be Paused (O show deve ser pausado)" foi compartilhada nas redes sociais para mostrar adesão à campanha."Devido aos recentes acontecimentos, junte-se a nós enquanto damos um passo para uma atitude urgente para gerar a responsabilidade e a mudança. Como guardiões da cultura, é nossa responsabilidade não apenas nos unirmos para comemorarmos as vitórias, mas também nos abraçarmos durante as perdas", dizia uma postagem amplamente compartilhada.

Manifestantes protestam contra morte de George Floyd pelo 5º dia seguido nos EUAO músico Tim Burgess, da banda The Charlatans, foi um dos que aderiu a campanha adiou a festa de audição musical que faria na terça-feira. "Temos que ouvir mais e tirar um tempo para pensar".

O grupo Now United também aderiu ao movimento e alterou o header de sua página no YouTube para a hashtag da campanha.Gravadoras como a Shady Records, Columbia Records, Atlantic Records, Capitol Music Group, Elektra Music Group, entre outras, também demonstraram apoio a campanha.

We need to listen more and take time to think.We’ve postponed tomorrow’s listening parties#TheShowMustBePaused pic.twitter.com/DoG5MJrhGZ— June 1, 2020 🖤 #TheShowMustBePaused #BlackLivesMatter pic.twitter.com/WQDxTvhy4j— June 1, 2020 Neste final de semana, Ariana Grande, Paris Jackson, Jamie Foxx, Anna Kendrick, Halsey, Lauren Jaregui, Kali Uchis, John Cusack, Swae Lee e outros artistas, postaram fotos enquanto participavam dos protestos antirracistas que aconteceram nos EUA após a morte de George Floyd.

Consulte Mais informação: G1 »

GLOBOLIXO GloboLixo vcs prestam um desserviço à população! Estão preocupadas com o apagão de informações relevante para os Baderneiros! Vai passar a moda e você que acha que esse bando de lacradores está preocupado com você só tenho uma coisa a dizer... Coitado! não é uma GRAANDEE coisaa mas já mostra algo, ja representa algo...e isso que importa.

Nunca tá bom😂😂😂 Eu vi muita gente que não abriu a boca (inclusive famosos) sobre o que aconteceu e resolveram do nada postar essa imagem Blackout é a nova nota de repúdio. eu amo que tem um monte de gente BRANCA comentando 'agora o racismo acabou' ai ai... Virou modinha, até ontem a modinha era “somos 70”.

A esquerda é um presente de Deus pra reeleição do presidente em 2022. É a lógica dos 'ativistas' fode tudo que resolve... tá sertinho.... Pronto, agora o racismo acabou Vms dar às mãos e abraçar o ébano! larissadiz Agora sim o racismo vai acabar. fãs? não seria melhor falar anônimos? Comecei a trabalhar desde cedo para ajudar minha familia mas com o coronavirus perdi o emprego então to trabalhando como afiliada, vendendo cursos de Emagrecimento/Dietas e Exercicios em casa quem Puder me ajudar dando RT e FAV no meu fixado vai me ajudar MUITO

Agora Sim o racismo acabou

Sob Weintraub, Educação mergulha em apagão programático | RadarWeintraub ataca o STF, acha que o governo conversa com quem deveria lutar, só não diz o que faz objetivamente na pasta que deveria administrar radaronline Difícil alguém sem educação representar a pasta do tema, antes de mais nada ele deveria ter empatia e consideração aos jovens que não tem condições mínimas de fazer o Enem. radaronline Mas Weintraub está no cargo de Ministro da Educação para isso, para acabar com a educação pública no Brasil! radaronline Na frente da PF

Facebook notifica post de Eduardo Bolsonaro com frase de Churchill como falsoFrase n\u00e3o foi dita por primeiro-ministro brit\u00e2nico, mas o parlamentar n\u00e3o apagou ou se retratou pelo erro nas redes Tanto faz quem falou, a frase em si que importa, e a frase é top! Ao vivo agora pessoal. Corram lá! ref seu post acima - o Boris, Jacob e Dominic são vermes.

Antifa: nem terrorista, nem organizaçãoO movimento que Trump culpa pelos distúrbios violentos é uma difusa rede de ativistas antifascistas sem uma estrutura nacional Aham Hummm...., tipo células terroristas? A imprensa disse o mesmo sobre os black blocs... fiquem tranquilos que é seguir a 'mortadela' que a 'estrutura nacional' aparece rapidinho.

Em BH, comerciantes fazem manifestação por reabertura da Galeria do Ouvidor na pandemiaCom cartazes e promessas de seguir orientações dos órgãos de saúde, lojistas querem voltar a trabalhar no local, fechado há 73 dias. Se mataram as empresas, não estão preparados, rs. Em breve um artigo da galeria do ouvidor na Nature. Eles estão preparados pro covid , o mundo tem q saber. Henrique_13galo o auge

Foto de grupo queimando bandeira brasileira é de 2016, e não de protesto de torcidas organizadasestadaoverifica Foto de grupo queimando bandeira brasileira é de 2016, e não de protesto de torcidas organizadas estadaoverifica estadaoverifica Porra Allan dos Panos, tuas fake News não estão mas colocando cara, fala com o Carluxo aí é inventa outra mamadeira de piroca. estadaoverifica FakeNews

'Simpsons’ não 'previram' assassinato de George Floyd por policial - Emais - EstadãoEmais_Estadao 'Simpsons’ não 'previram' assassinato de George Floyd por policial Emais_Estadao Ahhhhhhhhhhhhhh Emais_Estadao jura estadão? Emais_Estadao SERIO