As 13 doenças prioritárias para vacinas, segundo criadora do imunizante de Oxford contra covid-19 - BBC News Brasil

As 13 doenças prioritárias para vacinas, segundo criadora do imunizante de Oxford contra covid-19

20/10/2021 19:31:00

As 13 doenças prioritárias para vacinas, segundo criadora do imunizante de Oxford contra covid-19

Dengue, chikungunya e zika estão na lista de prioridades da professora Sarah Gilbert. Financiamento para pesquisa ainda é desafio quando se trata de vacinas para doenças que atingem mais países pobres.

Fim do Talvez também te interesseVeja o exemplo das vacinas contra a gripe que são aplicadas sazonalmente todos os anos. A injeção para adultos é feita através do cultivo do vírus da gripe dentro de ovos. Os vírus são então purificados e mortos para formar a vacina.

Lula tem 42% das intenções de voto contra 19% de Bolsonaro, diz pesquisa | Radar Policial stalker é presa pela 4ª vez por perseguir ex-namorados, no DF PIB recua 0,1% no 3º trimestre e Brasil entra em recessão técnica - Economia - Estadão

Já o spray nasal para crianças contém vírus vivos, mas eles são enfraquecidos e tornados instáveis para que possam crescer nas temperaturas mais baixas do nariz, mas não no calor dos pulmões.Mas é necessário muito trabalho para começar o processo do zero a cada nova doença, e muitas coisas podem dar errado. Você pode acabar com o equivalente no mundo das vacinas de um bolo solado.

Vacina contra covid: 3ª dose não deve ser para todos, diz criadora do imunizante de OxfordO desenvolvimento da vacina contra o coronavírus de Oxford usou uma abordagem completamente diferente conhecida como "plug-and-play" (conecte e use, em tradução literal). headtopics.com

Com esse tipo de vacina, a maior parte do trabalho já foi feito — o bolo foi assado previamente, só precisa ser "decorado" para atingir seu objetivo."Nós temos o bolo e podemos colocar cerejas por cima, ou colocar alguns pistaches se quisermos uma vacina diferente", exemplifica a professora Gilbert. "Apenas adicionamos a última parte e está pronto."

Crédito,Getty ImagesLegenda da foto,Vacinas feitas com a tecnologia 'plug-and-play', como a de Oxford, têm uma base comum e podem ser rapidamente adaptadas para imunizar contra diferentes patógenosO "bolo" da vacina de Oxford — ou plataforma, para usar o termo científico — é um vírus que causa a gripe comum em chimpanzés. Ele foi geneticamente modificado para torná-lo seguro, de modo que não possa causar infecções nas pessoas.

A "decoração" é qualquer material genético necessário para treinar o sistema imunológico a atacar. Esse material é adicionado ao bolo e o trabalho está feito.Foi esse trabalho, aplicado ao coronavírus Sars-Cov-2, que levou a professora Gilbert a receber muitos reconhecimentos, que vão desde um título de dama real, concedido pela rainha Elizabeth 2ª, até uma boneca Barbie feita à sua imagem.

"A Barbie está confortavelmente instalada no meu escritório, mas sim, estou pensando em enviá-la como minha substituta", brinca a cientista. "Seria útil ter uma dublê que pudesse conceder entrevistas em meu lugar." headtopics.com

No STF, Mendonça será relator de recurso sobre segunda instância e de ação contra bloqueio de perfis bolsonaristas Crise na Capes: chega a 80 o número de pesquisadores que pediram renúncia coletiva Governo da Jamaica faz campanha defendendo a produção de maconha; veja VÍDEO

Crédito,PA MediaLegenda da foto,'Seria útil ter uma dublê... Estou pensando em mandar a Barbie como minha substituta', brinca GilbertDuas das outras principais vacinas contra a covid ­— a Pfizer-BioNTech e a Moderna — usam outro estilo de tecnologia de vacina "plug-and-play" altamente adaptável. E todas essas tecnologias devem tornar mais rápido e fácil o desenvolvimento das vacinas do futuro.

No topo da lista de Gilbert estão 13 "patógenos prioritários". Enquanto a covid-19 pegou todos de surpresa, as doenças listadas por Gilbert são ameaças mortais bem conhecidas. Têm potencial para causar grandes surtos e podem ser as pandemias do futuro. Vacinas contra elas salvariam vidas.

A lista de Gilbert é a seguinte:1)Mers— vírus causador da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers, na sigla em inglês) e membro da família dos coronavírus, surgiu em 2012 na Arábia Saudita e, desde então, já apareceu em países como Coreia do Sul, Estados Unidos, Catar, Líbano, França, Itália e Reino Unido.

2)Lassa— vírus transmitido por animais como ratos, que provoca uma febre hemorrágica aguda. Foi primeiro descrito em 1969 na cidade de Lassa, na Nigéria, e é endêmica em países do Oeste africano como Serra Leoa, Libéria, Guiné e Nigéria. headtopics.com

3)Febre hemorrágica da Crimeia-Congo— causada por um vírus transmitido aos humanos pela picada de carrapatos infectados ou pelo manuseio e preparo de animais infectados, já teve casos identificados na África, Rússia, Balcãs, Oriente Médio e Ásia.

4)Nipah— vírus transmitido por animais como morcegos e porcos, por alimentos contaminados ou diretamente de um humano a outro, pode causar síndrome respiratória aguda e encefalite (infecção do cérebro) em fetos. Apareceu pela primeira vez na Malásia em 1999.

Saúde do DF confirma dois casos da variante ômicron Escritora americana pede desculpas a condenado por engano de estuprá-la em 1981 Alemanha restringe circulação de não vacinados para conter contaminação recorde - Internacional - Estadão

5)— vírus transmitido pelo mosquitoAedes aegyptie identificado pela primeira vez em 1947, na floresta Zika, em Uganda. Um surto no Brasil em 2015 provocou diversos casos de microcefalia (malformação em que a cabeça é menor do que o esperado) em bebês.

6)Ebola— vírus altamente infeccioso causador de febre hemorrágica, com primeiros surtos registrados em 1976 no Sudão e na República Democrática do Congo, tem morcegos frutíferos como hospedeiros.7)Febre de Vale do Rift— provocada por um vírus transmitido por mosquitos como o

Aedes aegyptie o Culex, com surtos registrados na África e Oriente Médio.8)— vírus que provoca doença parecida com a dengue, também transmitido pelo mosquitoAedes aegypti.Uma vacina já está sendo desenvolvida pela farmacêutica francesa Valenva, que tem parceria com o Instituto Butantan e está em fase de ensaios clínicos.

9)Dengue— vírus que provoca doença infecciosa febril aguda, que pode se apresentar de forma benigna ou grave, transmitido pelo mosquitoAedes aegypti.A vacina existente no Brasil, chamada Dengvaxia, teve sua bula alterada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária em 2018) e é indicada apenas para as pessoas que já tiveram dengue.

10)Hantavírus— família de vírus transmitidos pela saliva, urina e fezes de roedores que pode provocar duas condições distintas: Síndrome Cardiopulmonar por Hantavírus (SCPH), mais comum nas Américas, incluindo o Brasil; e Febre Hemorrágica com Síndrome Renal (FHSR), mais frequente na Europa e Ásia.

11)— doença infecciosa provocada pela bactériaYersínia pestis, transmitida principalmente por picada de pulgas infectadas, com três possíveis manifestações clínicas: bubônica (quando afeta as glândulas linfáticas), septicêmica (quando se espalha pelo sangue) e pneumônica (quando transmitida de pessoa para pessoa por via respiratória). Também conhecida como "peste negra", "febre do rato" ou "doença do rato", ela causou a pandemia da Peste Negra, matando centenas de milhões de pessoas.

12)Marburg— vírus considerado um "primo um pouco menos mortal do Ebola", comum em locais onde existem morcegos da espécieRousettus, como países do sul da Ásia e da África. Consulte Mais informação: BBC News Brasil »

O Assunto #583: Amazônia – a marcha batida da destruição

Balanço anual do Inpe revela o maior desmatamento em 15 anos na região, com mais de 13 mil km² devastados. É o terceiro ano seguido que a floresta perde mais de 10 mil km² – período que coincide com o protagonismo dos militares no comando estratégico – e orçamentário – do combate ao desmate.

Vá fazer bolo, ou lavar roupa.

Brasil chega a 50% da população totalmente imunizada contra CovidOs que tomaram as duas doses ou vacina de dose única chegaram a 106.874.272. Levantamento é do consórcio de veículos de imprensa com base em informações das secretarias estaduais de saúde. Parabéns, Bolsonaro! Bolsonaro 2023 O tratamento precoce tem salvado muitas vidas!! Parabéns, presidente!!

Gripe pode ser mais severa e especialistas recomendam que todos se vacinemSegundo estudo americano, a suspensão das medidas restritivas contra a Covid-19 deve interferir também na manifestação de casos da doença

Estudo: Proteína pode prever gravidade da Covid-19Biomarcador é capaz de revelar a saúde dos pulmões, que é determinante para entender se um caso de Covid-19 será leve ou grave

Covid-19 deixa mais de 12 mil crianças órfãs no BrasilEstudo feito em cartórios brasileiros mostrou que a doença tirou o pai ou a mãe de muitas crianças de até seis anos de idade. Recordar é viver. Notícia de 2016. Sugestão de correção do título: 'Demonização de tratamento contra o Covid-19 deixa mais de 12 mil crianças de até 6 anos órfãs no Brasil.'

Vítimas da Covid e familiares levam histórias de sofrimento à CPIVítimas da Covid-19 e pessoas que perderam familiares para o coronavírus contaram histórias de dor e sofrimento em depoimentos à CPI do Senado. istoe_dinheiro Não gosto nem de lembrar do presidente dizendo: 'Vão chorar até quando?' 'E daí?' 'Não sou coveiro.' istoe_dinheiro ...realmente...precisam de reclamar com o Rei dos Defuntos.... istoe_dinheiro Então...