Após revés na Justiça dos EUA, príncipe Andrew perde títulos da realeza britânica; entenda escândalo sexual - BBC News Brasil

Filho da rainha Elizabeth é acusado na Justiça americana de ter abusado sexualmente de uma garota quando ela tinha 17 anos.

14/01/2022 07:05:00

Filho da rainha Elizabeth, príncipe Andrew é acusado na Justiça americana de ter abusado sexualmente de uma garota quando ela tinha 17 anos.

Filho da rainha Elizabeth é acusado na Justiça americana de ter abusado sexualmente de uma garota quando ela tinha 17 anos.

EpisódiosFim do PodcastAndrew disse que seus vínculos com o criminoso sexual condenado se tornaram um "grande problema" para a família real.Em um comunicado em 2019, ele disse que simpatizava com as vítimas de Epstein e "todo mundo que foi afetado e quer alguma forma de encerramento para o caso".

Em entrevista naquele ano ao programa Newsnight, da BBC, Andrew falou sobre suas relações com o bilionário americano.Ele disse que conhecer Epstein teve "alguns resultados muito benéficos", num momento em que o príncipe deixava sua carreira na Marinha e iniciava outra como representante especial do comércio e da indústria.

Consulte Mais informação: BBC News Brasil »

Cinco pessoas são feitas reféns em casa na capital paulista

Pelo menos cinco pessoas foram feitas reféns dentro de casa, hoje, na Zona Sul de São Paulo. Dos dois criminosos, um se entregou depois de mais de duas horas de negociação, segundo a polícia. O outro suspeito tentou fugir dos policiais, se machucou e foi levado a um hospital. Entre os reféns, ninguém ficou ferido. Consulte Mais informação >>

Para quem não sabe existe um documentário na Netflix sobre o assunto. leilabaerlocher Tmj ex-príncipe Perdeu a fortuna e perderá a liberdade tbm? Quem sabe, pelo menos esse vagabundo terá que arranjar emprego. Príncipe Puto Trump é o próximo As coisas que esse homem era envolvido causam embrulho no estômago

Portanto eu trarei sobre os humanos um duro tratamento,Trarei sobre eles o que eles mais temem.Porquanto Eu chamei,e ninguém sequer esboçou resposta ; preguei e ninguém deu ouvidos.Praticaram o mal diante da minha pessoa e escolheram fazer tudo quanto me desagrada profundamente!” Essa realeza só serve para produzir escândalos. Nesse sentindo não entendo os ingleses por manter esses parasitas

Príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II, renuncia a títulos militares após acusação de agressão sexualSegundo a imprensa britânica, ele também deixará de atender pelo título de Sua Alteza Real; ele já vinha afastado da vida pública após ter seu nome ligado a escândalos. O chamado pinto nervoso da realeza,crendeuspai. escândalos de pedofilia, faltou incluir no tweet

Vai chegar no Trump

Príncipe Andrew, acusado de agressão sexual, renuncia a seus títulos militares - Internacional - EstadãoAnúncio foi feito após um juiz de Nova York recusar um recurso apresentado pelos advogados do príncipe para que indeferisse uma denúncia de agressões sexuais apresentada por uma americana quando ela era menor Inter Estão conspirando contra ele!

Pedido para arquivar denúncia contra príncipe Andrew é negadoPedido para arquivar denúncia contra príncipe Andrew é negado. Americana diz ter sido abusada pelo filho da rainha da Inglaterra em 2001, quando ela ainda tinha 17 anos de idade 📲 PortalR7 R7 JornaldaRecord JR24H

Juiz decide dar seguimento a acusação de abuso sexual contra o príncipe Andrew - BBC News BrasilVirginia Giuffre está processando o duque de York por abusar dela em 2001; ele nega consistentemente as acusações. Hoje em dia tudo é assédio, abuso... Homens não podem mais transar? o cara tá na seca mesmo... tá pegando até essa magrelinha... Essa mulher era abusada sexualmente pelo Jeffrey Epstein. Aparece sobre essa relação com o duque na série da Netflix.

Juiz nega pedido do príncipe Andrew para arquivar denúncia de abuso sexualAmericana apresentou queixa contra o filho da rainha Elizabeth II e afirma ter sido abusada quando tinha 17 anos g1 ih, o histórico podre da família real voltando pra mídia Começou a Derrocada.

Acusado de abuso sexual, príncipe Andrew perde títulos militares e reaisFilho da rainha Elizabeth II é alvo de ação civil nos EUA movida por Virgina Gyuffre, que diz ter sido abusada por ele aos 17 anos...

A equipe da BBC News Brasil lê para você algumas de suas melhores reportagens Episódios Fim do Podcast Andrew disse que seus vínculos com o criminoso sexual condenado se tornaram um "grande problema" para a família real. Em um comunicado em 2019, ele disse que simpatizava com as vítimas de Epstein e "todo mundo que foi afetado e quer alguma forma de encerramento para o caso". Em entrevista naquele ano ao programa Newsnight, da BBC, Andrew falou sobre suas relações com o bilionário americano. Ele disse que conhecer Epstein teve "alguns resultados muito benéficos", num momento em que o príncipe deixava sua carreira na Marinha e iniciava outra como representante especial do comércio e da indústria. "As pessoas que eu conheci e as oportunidades que tive para aprender, por ele ou por causa dele, foram realmente muito úteis", disse o príncipe Andrew, negando "categoricamente" ter tido qualquer contato sexual com Virginia Giuffre. Giuffre entrou com um processo civil em Nova York em agosto de 2021 sob a Lei de Vítimas Infantis do Estado americano, que permite que pessoas que passaram por abuso sexual na infância tenham seus casos analisados. Antes dessa lei, muitos deles teriam sido barrados porque muito tempo se passou. Agora com 38 anos, Giuffre diz que os três supostos casos de abuso do príncipe Andrew continuam a causar-lhe "sofrimento e danos emocionais e psicológicos significativos". Uma das evidências que Giuffre apresenta é uma fotografia do duque ao seu lado na casa de Ghislaine Maxwell, que aparece em segundo plano na imagem. A autora da acusação diz que Epstein teria tirado a foto. O príncipe afirmou em 2019 ao Newsnight que esteve na casa de Maxwell em Londres anteriormente — mas disse que não se lembrava de ter conhecido Giuffre ou de ter tirado uma foto. Na decisão desta quarta-feira, um juiz de Nova York, Lewis A. Kaplan, decidiu que o caso pode, sim, ser levado a julgamento. Isso significa que o caso contra o duque de York, 61 anos, pode ser ouvido ainda neste ano. Sabia que a BBC está também no Telegram?