Após reunião com prefeitura, médicos de SP mantêm greve na quarta

Após reunião com prefeitura, médicos de SP mantêm greve na quarta

18/01/2022 04:54:00

Após reunião com prefeitura, médicos de SP mantêm greve na quarta

Categoria reivindica solução para desfalque das equipes de saúde, contratações nas UBSs, infraestrutura e abastecimento de insumos e medicamentos

PublicidadePublicidadeApós se reunirem com o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, na tarde desta segunda-feira, 17, o Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) decidiu manter a paralisação da categoria marcada para quarta-feira, 19. Os médicos reivindicam uma solução para o desfalque das equipes de saúde no município, contratações nas unidades básicas de Saúde (UBS), garantia de infraestrutura e abastecimento de insumos e medicamentos.

Consulte Mais informação: VEJA »

Pressões a favor e contra alíquota de 17% no ICMS 'deixam Pacheco entre a cruz e a caldeirinha'

Vera Magalhães repercute as discussões a respeito do ICMS, em mais um tentativa do governo Bolsonaro de tentar frear o aumento dos preços dos combustíveis. ‘Há pressão muito grande de Bolsonaro e Lira para aprovar, mas também contra dos estados, pois o Senado é a casa por excelência da federação’, avalia a comentarista. ‘A pressão deixa Pacheco entre a cruz e a caldeirinha e ele ainda não indicou se vai seguir com a tramitação rápida ou se vai atender ao clamor dos estados e deixar as coisas em banho maria, para que não tenham validade antes das eleições.’ Consulte Mais informação >>

Contratação sem a maldita estabilidade que fede Viva os médicos!!!!.....kkkkk SQN

SP: Mulher morre após carro em alta velocidade atingir veículo da família e fugir - ISTOÉ IndependenteUma mulher morreu e outras três pessoas da mesma família ficaram feridas em um acidente de trânsito em São Paulo (SP), no sábado (15). De acordo com a Guarda Civil Metropolitana, um carro em alta velocidade bateu no veículo da família, atingindo em cheio o lado do passageiro, na Rodovia Presidente Dutra, sentido Rio de […]

Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai no interior de SPSegundo a Polícia Militar, o piloto perdeu o controle do manete da aeronave durante a aterrissagem. Acidente aconteceu em Uchoa (SP) e será investigado. que tristeza, imagina o desespero do pai meu Deus Mds... ☹️

Número de internações por Covid volta a subir após seis meses no estado de SPA média diária de internações causadas por síndromes respiratórias no estado de São Paulo voltou a ficar acima de mil pela primeira vez desde agosto do ano passado. A tendência foi observada pelas autoridades de saúde em meio à onda de casos da doença.

Mulher morre após carro em alta velocidade atingir veículo em que estava em SPAcidente aconteceu na Rodovia Presidente Dutra, sentido Rio de Janeiro, no último sábado (15); outras três pessoas ficaram feridas... Portanto eu trarei sobre os humanos um duro tratamento,Trarei sobre eles o que eles mais temem.Porquanto Eu chamei,e ninguém sequer esboçou resposta ; preguei e ninguém deu ouvidos.Praticaram o mal diante da minha pessoa e escolheram fazer tudo quanto me desagrada profundamente!”

Bebê é abandonada dentro de bolsa térmica em SP e é salva após chorarDe acordo com a Polícia Civil, uma pessoa passava pelo local quando ouviu o choro do bebê e o localizou dentro da bolsa em Ilha Comprida, SP. Legalização do aborto pra onteeemmmmmm!!!! Bombeiros são heróis. Policiais são heróis. Precisamos de uma sociedade militarizada! abandono de incapaz ... caso de prisão perpétua , quem comete uma atrocidade como essa é capaz de qualquer coisa .

SP: Homem é baleado e morre após marcar encontro em app de relacionamento - ISTOÉ IndependenteUm homem de 31 anos morreu após ser baleado na cabeça em uma tentativa de assalto em São Paulo (SP), no domingo (16). De acordo com a polícia, ele foi atraído pelos criminosos até o local do crime por meio de um aplicativo de relacionamentos. As informações são do G1. Após chegar no local do […] BURRICE Toma abestado. Pagou com a vida. Laranja madura, na beira da estrada, tá bichada, Zé ou tem marimbondo no pé.

Hospital Sírio Libanês, em São Paulo Bruno Santos/VEJA.com Publicidade Publicidade Após se reunirem com o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, na tarde desta segunda-feira, 17, o Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) decidiu manter a paralisação da categoria marcada para quarta-feira, 19. Os médicos reivindicam uma solução para o desfalque das equipes de saúde no município, contratações nas unidades básicas de Saúde (UBS), garantia de infraestrutura e abastecimento de insumos e medicamentos. “As nossas demandas com relação não só a contratação, mas a novas estruturas de saúde para dar conta da demanda espontânea também não foram atendidas. Não foi apresentado nenhum plano de contingência ou de reposição dos profissionais afastados. O que a gente observa é a truculência da gestão na reunião com os médicos, a falta de medidas efetivas”, disse o presidente do Simesp, Victor Dourado. Segundo o sindicato, até o dia 6, 1.585 profissionais da saúde estavam afastados por Covid-19 ou síndrome gripal. Uma semana depois, no dia 13, o número subiu em mais de 100%, totalizando 3.193 trabalhadores afastados. “Após dois anos de pandemia, é assim que são tratados os profissionais da linha de frente que, contaminando-se cada dia mais, reivindicam tão somente melhores condições de trabalho e atendimento à população”, diz nota divulgada pela entidade. A Secretaria Municipal de Saúde informou que serão pagas, ainda em janeiro, 100% das horas extras relativas a 2021. Também anunciou que, a partir de agora, todas as horas extras e plantões extras serão pagos dentro da folha de pagamento do respectivo mês, inclusive para os servidores. De acordo com a pasta, o secretário Edson Aparecido destacou que todas as organizações parceiras receberam autorização para contratação de 700 médicos e profissionais de enfermagem para atender ao aumento de demanda nas unidades de Atenção Básica, a critério das Coordenadorias Regionais de Saúde. As organizações também foram autorizadas a comprar medicamentos e insumos de forma emergencial, caso a secretaria tenha alguma dificuldade pontual com seus processos de compras. A secretária ressaltou ainda que, a fim de ampliar a capacidade de atendimento da rede básica de saúde, 33 Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs), Unidades Básicas de Saúde (UBSs), e AMAs/UBSs Integradas tiveram o horário de funcionamento ampliado das 19h para as 22h, a partir de hoje e foram reservados 1.110 leitos exclusivamente para o tratamento de pacientes com Covid-19. Com Agência Brasil