Antes de furar teto, Guedes tentou PIS, CMPF e IR para pagar auxílio

Antes de furar teto, Guedes tentou PIS, CMPF e IR para pagar o Auxílio Brasil

21/10/2021 20:50:00

Antes de furar teto, Guedes tentou PIS, CMPF e IR para pagar o Auxílio Brasil

Equipe econômica estuda desde o ano passado um benefício com valor de 300 reais de forma permanente; novo programa será pago até o fim de 2022

, o ministro da Economia, Paulo Guedes, tentou diversas vezes atender os pedidos do presidente Jair Bolsonaro em aumentar os gastos com programas sociais. Mas as propostas, barradas, previam contrapartidas na fonte de financiamento que não agradavam o chefe por serem consideras impopulares pelo próprio Bolsonaro e pela ala política. Na última quarta-feira, 20, o ministro admitiu em evento online que será preciso furar o teto para encaixar o pagamento dos 400 reais do Auxílio Brasil nos próximos 14 meses. O modelo que está na mesa do governo, agora, não prevê contrapartidas, e por isso, terá o valor mais alto pago de forma temporária, a depender do espaço fiscal a ser aberto pela PEC dos precatórios.

Antes de amarrar o Auxílio Brasil à PEC dos Precatórios, Guedes tinha outras propostas para aumentar o valor do Bolsa Família. Inicialmente chamado de Renda Brasil, o programa teria benefício de cerca de 300 reais. Em 2020, próximo ao fim do pagamento da primeira etapa do auxílio emergencial, a equipe econômica estudava a racionalização de programas sociais para focalizar o pagamento em um único programa. Neste caso, o abono salarial do PIS, seguro defeso, salário família e farmácia popular seriam extintos e os recursos iriam para o Bolsa Família. Com a mudança, o governo garantiria 20 bilhões de reais a mais para o programa. A ideia, porém, caiu mal no Planalto. Bolsonaro disse que não poderia “tirar do pobre para dar ao paupérrimo” e suspendeu os estudos do programa, inclusive o nome.

Ainda em 2020, Guedes afirmou que a alternativa para bancar o aumento no Bolsa Família seria financiá-lo com um imposto sobre transações financeiras, nos moldes da antiga CMPF. A volta do imposto é uma antiga vontade do ministro, mas também enfrenta resistência do Planalto e, principalmente, do Congresso. A recriação de uma CPMF inicialmente era pensada para a desoneração de folha, porém, com a dificuldade de aceitação do tema, a Economia cogitava apontá-la como fonte para o novo imposto. headtopics.com

Anvisa deve liberar uso de autoteste de Covid no Brasil na sexta

Já neste ano, com a queda de popularidade do governo, achar espaço para turbinar o programa de transferência de renda virou o trabalho fundamental de Guedes. Sob o nome Auxílio Brasil, o programa foi atrelado à Reforma do Imposto de Renda, que retoma a alíquota sobre dividendos e juros sobre capital próprio e esses tributos seriam utilizados como fonte de financiamento do programa. Além deles, a aprovação da PEC dos Precatórios também era prioritária para abrir o espaço fiscal. O desenho deste programa também previa o benefício de 300 reais.

“Waiver”Com a pressão da ala política para subir o gasto a, pelo menos 400 reais, Guedes afirmou que será necessário pedir um “waiver” (perdão temporário) do teto de gastos para tornar viável o novo programa social. “Como nós queremos essa camada de proteção para os mais frágeis, nós pediríamos que isso viesse como um waiver, para atenuar o impacto socioeconômico da pandemia. Estamos ainda finalizando, vendo se conseguimos compatibilizar isso”, declarou Guedes. Apenas perto do fim do evento, ele informou que o estouro teria “um número limitado, de pouco mais de 30 bilhões de reais”.

Consulte Mais informação: VEJA »

O Assunto #629: A vez dos games nos grandes negócios

O recente movimento feito pela Microsoft chama a atenção primeiro pela cifra: quase US$ 69 bilhões (aproximadamente R$ 380 bilhões) para adquirir a Activision Blizzard. Vicente Martin Mastrocola detalha as implicações dessa compra, que levará a Microsoft ao terceiro lugar no ranking do setor, atrás apenas da chinesa Tencent e da japonesa Sony. Consulte Mais informação >>

Paulo Guedes sucumbiu e bolsa já acordou caindo antes mesmo de abrir | Radar EconômicoVEJA Mercado | Abertura: Guedes pede licença para gastar e fundo de ações de empresas brasileiras despenca no pré-market americano (via EconomicoRadar) EconomicoRadar Ele ama quando o dólar sobe...só olha p o próprio umbigo EconomicoRadar Dra. Janaína pq a sra, a imprensa, o MP, não acusam o G7 da CPI, ela foi formada para investigar a pandemia e o destino das verbas enviadas a estados e municípios, prevaricaram abertamente sem serem incomodados, usaram tempo e dinheiro para fazer política suja usando as vítimas.

Guedes defende 'licença' para furar o teto em R$ 30 bilhões e viabilizar o Auxílio Brasil'Estávamos estudando se faríamos uma sincronização de despesas e o teto de gastos. Isso seria uma antecipação da revisão do teto' sera que vao impeachmar tambem? Gosto que é bem simples, fácil igual a ganhar dinheiro com a desgraça que eu coordeno Com Dilma era pedalada agora é pedido de licença...

Dólar dispara após Guedes falar em 'licença' para furar teto de gastosDólar dispara após Guedes falar em 'licença' para furar teto de gastos g1 economia dólar Ele tá feliz cala boca, Guedes. E ele fatura 🤑

A confiança de Bolsonaro em Paulo Guedes | RadarAuxiliares reclamam que o presidente costuma dar razão ao ministro da Economia em discussões internas do governo radaronline radaronline Essa matéria é maravilhosa o guilherme_amado ta reclamando que o Bolsonaro sempre escuta o Guedes. Hauahauhau radaronline

Ciro Nogueira ou Paulo Guedes? | Radar EconômicoVEJA Mercado | Abertura: a expectativa é de que mercados continuem reagindo ao risco fiscal com o anúncio do Bolsa Família fora do teto (via EconomicoRadar) EconomicoRadar EconomicoRadar Sempre bom lembrar que o ciro_nogueira estava no governo Dilma enquanto ela destruía o país... EconomicoRadar Verdade, alguém me disse que o Palácio do Planalto é uma zona, tenho que concordar.

Por ora, Guedes consegue segurar demissões na Economia, diz interlocutor | RadarMinistro usa seu 'poder de convencimento' para manter os auxiliares, insatisfeitos com o novo Auxílio Brasil fora do teto de gastos, na equipe radaronline 🇧🇷🤷🏾‍♂️🐀🍕 radaronline BANDIDO LADRÃO radaronline Não consegue manter empregos nem no próprio ministério. Peça pra cagar e saia, Paulo Guedes.