A censura na Unicamp e arte de fazer do arbítrio uma defesa da democracia

03/07/2022 22:00:00

Opinião: A censura na Unicamp e arte de fazer do arbítrio uma defesa da democracia | por Camilo Aggio

Opinião: A censura na Unicamp e arte de fazer do arbítrio uma defesa da democracia | por Camilo Aggio

A mobilização da esquerda estudantil arrogou a si o poder de decidir quem deve ou não falar. Não se trata apenas de autoritarismo. Trata-se, antes de tudo, de estupidez

Apoie Siga-nos no Não faz muito tempo.0.O deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) compareceu na tarde desta sexta-feira à Biblioteca Nacional, no Centro do Rio, para receber a medalha da Ordem do Mérito do Livro, tradicionalmente dada pela instituição a pessoas que contribuíram com a literatura.nesta página.

Foi em 13 de novembro de 2017 lá na minha eterna casa, a Universidade Federal da Bahia.Um grupo de alunos se reuniu e resolveu marchar em direção ao Pavilhão de Aulas da Federação (PAF III) com o propósito de impedir a exibição do filme O Jardim das Aflições , de Josias Teófilo, sobre o guru da extrema-direita brasileira, Olavo de Carvalho.Qualquer semelhança com o que aconteceu na quarta-feira passada na Unicamp não é mera coincidência." Também agraciados com a medalha, escritores e intelectuais como o professor emérito da UFRJ Antonio Carlos Secchin e o poeta e tradutor Marco Lucchesi recusaram a comenda depois de saberem que Silveira a receberia.Tratou-se de mais uma de tantas manifestações e atitudes arbitrárias e totalitaristas de certa militância estudantil de esquerda.Um dos tantos recibos produzidos em série sobre a baixíssima vocação desse tipo de ativismo com princípios os mais elementares de cidadania democrática.O tribunal também ressaltou que o Inserator, usado até 2004 de forma externa à urna na criação de um certificado digital, não permitiria fraudes.

A quem falta a informação, na quarta-feira passada, candidatos do Partido Novo, dentre eles Fernando Holiday, vereador por São Paulo e conhecido por sua militância no Movimento Brasil Livre, foram impedidos de dar uma palestra na Unicamp.- Não sei.Os membros da mobilização censora arrogaram a si o poder de decidir quem deve ou não falar dentro da universidade, que ideias podem ser defendidas nela e quais posições e opiniões são autorizadas a circular pelo campus.Não se trata apenas de arbítrio e autoritarismo.Trata-se, antes de tudo, de estupidez, de uma compreensão completamente dogmática e distorcida de qual deve ser o papel da universidade.A quantidade parece ter impressionado o próprio Silveira: - Tá vendo que loucura - disse ele, acrescentando que seu livro favorito é "Política, ideologia e conspirações", em que os historiadores americanos Gary Allen e Larry Abraham acusam bilionários e banqueiros de serem a face oculta do comunismo para criar um governo supramundial.Trata-se de converter uma noção primordial da livre circulação de ideias e fomento do debate público diverso e plural em campos de concentração do proselitismo político e do dogmatismo ideológico.Nele, conforme consta no site , é realizada “votação pública, aberta e auditada, em uma urna eletrônica que estava pronta para uso na eleição, utilizando-se os mesmos votos em cédula de papel que também são depositados em uma urna de lona.

Retomemos o caso que abre essa coluna.O documentário O Jardim das Aflições é um ótimo documentário.Neste ano, a medalha será entregue, ao todo, para 200 personalidades por conta do Bicentenário da Independência.Tanto na forma quanto no conteúdo.Na forma porque tem um belo trabalho de edição, um bom cuidado com os enquadramentos, iluminação e produção sonora.No conteúdo porque, ainda que tenha sido tecido com intenções de tributo e veneração, é muito honesto em deixar o personagem se autorretratar.O deputado federal desdenhou dos intelectuais que recusaram a medalha.Todos afirmaram não haver no sistema algum executável que seja capaz de alterar votos.

O resultado não poderia ter sido melhor nesse aspecto: não sobram dúvidas do tamanho do charlatanismo que constituía o personagem de Olavo de Carvalho.Suas falas, comportamentos e atitudes evidências de um amontoado de bobagens pseudofilosóficas, embaladas em contorcionismos retóricos e péssimos floreios verbais — típicos de um notório vigarista.Dito de outro modo, O Jardim das Aflições oferece uma oportunidade única a quem busca confrontar as asneiras ditas por Carvalho com um mínimo de inteligência, atenção aos fatos e bom senso..Mas, não.A militância censora já havia decidido que, se tinha Olavo de Carvalho e gente de direita promovendo a exibição do filme, sua missão era livrar a universidade daquele mal — passando, inclusive, recibo de falta de inteligência pela incapacidade de confrontar o adversário no campo das ideias e ao equivaler à qualidade de um filme às qualidades de seu personagem.O professor destaca que, no dia das eleições, todas as urnas operam com os mesmos sistemas, que são autenticados na forma de assinaturas digitais antes do pleito, na Cerimônia de Assinatura Digital e Lacração dos Sistemas, como explicado anteriormente.

Um ato que carrega, além do autoritarismo, um tanto de covardia.Eu tenho mais legitimidade para receber a honraria porque sou petropolitano.O mesmo se deu no caso da Unicamp.Não á bons argumentos contra a ideia de que as universidades públicas deveriam cobrar mensalidade — tão defendida pelo MBL e outros lutam pelo Estado mínimo para os outros e o Estado máximo para os de sempre? Os estudantes da universidade precisam ser protegidos desses feiticeiros de direita? Não possuem inteligência suficiente para pensar por si? Escrevo com a tranquilidade plena de quem não tem qualquer afinidade ou simpatia pelos moleques do MBL ou pelo Partido Novo.Bem ao contrário, na verdade: onde essa gente estiver, eu estarei do lado oposto em termos morais, políticos e ideológicos.Antes de chegar à presidência, Ramiro já exercia o cargo de coordenador-geral do Centro de Pesquisa e Editoração da BN, para onde foi levado por Rafael Nogueira, seu antecessor.E isso significa estar do lado oposto das táticas de manifestação que esses sujeitos empregam ao menos desde 2013.Não teria como alterar o código em algumas e não em outras, por exemplo.

Essa garotada do MBL se notabilizou politicamente por ter convertido repertórios de protestos típicos de grupos à esquerda às suas próprias causas.Invadindo (e filmando, sempre) palestras de organizações de esquerda, como do MST; invadindo exposições de arte; provocando e agredindo manifestantes de esquerda em protestos de rua; inibindo e suprimindo vozes de militantes de movimentos sociais em eventos diversos; patrulhando, agredindo e ofendendo adversários em redes digitais.Antes das eleições, ele ganhou projeção ao viralizar nas redes sociais num vídeo em que, na companhia do deputado estadual Rodrigo Amorim, quebrava uma placa que homenageava Marielle Franco, vereadora assassinada em março de 2018.A lista de “paródias” é longa.Mudam os alvos, permanecem as ferramentas.Mas, obviamente, a militância estudantil de esquerda que se concede o direito de arbitrar sobre o que deve ou não deve ser dito dentro da universidade se defende alegando a defesa da democracia..Então são os mesmos programas em todas”, disse.

Exatamente como fez (e ainda faz) a extrema-direita quando quer defender os seus arbítrios: em nome do combate à ameaça comunista, lulista e petista, atacam os princípios democráticos mais elementares em nome da mesma (e pobre) democracia.Vamos mal.Este texto não representa, necessariamente, a opinião de CartaCapital.Relacionadas.

Consulte Mais informação:
CartaCapital »
Loading news...
Failed to load news.

Esquerda e direita são duas faces da mesma moeda. Agem da mesma forma, e fazem o mesmo discurso para justificarem seus atos. Nenhuma surpresa no texto. Segue o jogo. Nunca achei q ia ver um texto tão péssimo na carta capital Há vida inteligente por aí. Ao menos uma. Carta ANCAPtal. Censura ao MBL? Do mesmo Mamãe Falei que invadiu um seminário privado vestido de vagina, ou Renan Santos que foi entrão em um evento público? MBL não tem que ter espaço, eles só fomentam a desgraça fantasiados de nova política

Pasquim de pelego mesmo. Opinião ruim de quem nunca contribui nada com o ME, e fica só de longe criticando o pessoal que está na função, intelectualidade da torre de marfim, destino vai ser a irrelevância e o ostracismo. Ah pelo amor de deus. Dá liberdade de expressão pra fascista sim!!! enche o cu de liberalismo e fala merda

Com uma esquerda assim que nem vcs, nem precisava da direita. Opinião lúcida sobre democracia e o papel do intelecto e no confronto das ideias e combate a censura. É sempre bom ver que sobrou esquerda com alguma lucidez.

&#34Não tem briga com Carlos, campanha não é só internet. Maior erro é não fazer propaganda&#34 | TV Política Online | Notícias da TV EstadãoEm entrevista exclusiva ao Estadão, Flávio Bolsonaro defende marqueteiros profissionais na campanha do presidente Jair Bolsonaro à reeleição, apesar de críticas do irmão, Carlos Bolsonaro Flávio Bolsonaro diz que é impossível conter reação de apoiadores a resultado de eleições; leia entrevista Flávio tem razão, vamos torcer pro Carluxo se prender na internet

Daniel Silveira sobre a razão de receber medalha da Biblioteca Nacional: 'Não sei'Deputado federal compareceu nesta sexta à instituição; inclusão de seu nome na lista que tradicionalmente celebra escritores e intelectuais fez imortais da ABL recusarem a condecoração KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK PIADA O quanto esse país é uma piada não tá escrito no gibi KKKKKK

Não há dispositivo nas urnas eletrônica capaz de alterar votação | VEJA ComprovaSite afirmou que programa muda votos digitados por eleitores; TSE e especialistas apontam que auditoria e fiscalização demonstram como isso é impossível por que ele saiu calado? Não mesmo… a parada é fora dela!!!

Bebês não devem dormir na mesma cama que os pais; entenda a nova orientação pediátricaKkkkk Bom mesmo é levantar 15 vezes por noite .

Delegada não aceita Monique Medeiros como companheira de cela e professora é transferida de xadrezDelegada não aceita Monique Medeiros como companheira de cela e professora é transferida de xadrez jornaloglobo Ué? E pode escolher? É hotel, vei?

Por que projetos do Flamengo para estádio próprio não foram adiantePor que projetos do Flamengo para estádio próprio não foram adiante jornaloglobo Porque a diretoria é incompetente